Negócios

Bilionários trocam farpas no Twitter por causa de Donald Trump

Getty Images

Getty Images

O bilionário Mark Cuban foi ao Twitter ontem (15) para discutir com o também bilionário Carl Icahn sobre um terceiro bilionário famoso da rede social: Donald Trump.

Na última quinta-feira (11), Ichan escreveu um post apoiando Trump em seu site: “Trump sabe exatamente do que a nossa economia precisa. Um sistema capitalista não pode existir se o governo está em guerra com os negócios”, ele escreveu. Dois dias depois, ele tuitou sobre o discurso de Hillary Clinton em Warren, Michigan, no dia 11 de agosto. O tuite criticava a candidata por não resolver os “regulamentos extremamente restritos”.

LEIA MAIS: Trump sugere que apoiadores dos direitos às armas “dêem um jeito” se Hillary for eleita

O investidor, cujo patrimônio líquido é de aproximadamente US$ 17,4 bilhões, também tuitou: “O discurso de Hillary é uma mistura de contradições. Por exemplo, como você “libera todo o potencial” das companhias quando você não faz nada sobre as leis totalmente limitantes?” Os dois posts renderam, juntos, mais de 1.000 curtidas na tarde de ontem.

Cuban tuitou em resposta a Icahn, ontem, apontando que as leis não o impediram de investir e declarar o plano de Trump como “um desastre”. Icahm respondeu: “Os gastos estão bem menores agora porque as companhias estão preocupadas com registros onerosos – o que está diminuindo a produtividade e habilidade de competir.”

LEIA MAIS: 31 maiores bilionários brasileiros

Hillary Clinton abordou, sim, as novas regulações em seu discurso, mas não jurou que iria acabar com elas. Ao invés disso, sugeriu que iria torná-las mais rígidas e que isso iria fazer com que corporações “tivessem mais responsabilidades”.

“Trump suavizaria as regras impostas à indústria financeira. Eu vou fazer o oposto. Acho que deveríamos reforçar essas regras para que Wall Street [poder econômico] não quebre a Main Street [interesse do povo] de novo”, disse Hillary, de acordo com uma transcrição de seu discurso.

LEIA MAIS: Self made mais rica dos EUA se torna conselheira de Donald Trump

Mark Cuban, dono do time de basquete da NBA Dallas Mavericks e estrela de Shark Tank, programa que apresenta ideias de negócio de empreendedores para potenciais investidores a fim de obter financiamento para os projetos, tem sido um crítico fervoroso de Trump.

O bilionário, cujo patrimônio líquido está avaliado em torno de US$ 3,2 bilhões, fez sua fortuna vendendo o portal Broadcast.com para o Yahoo por US$ 5,7 bilhões em 1999. Cuban declarou seu apoio político e financeiro a Hillary em julho deste ano.

Comentários
Topo