Como evitar cair em golpes por conta da Olimpíada

Getty Images
Getty Images

Com o início da Olimpíada no Rio de Janeiro, milhares de atletas e turistas chegam ao Brasil para acompanhar os jogos e, de quebra, conhecer um pouco mais do nosso país. Por conta dessa grande quantidade de visitantes por aqui, o número de pacotes e passeios oferecidos para a capital fluminense aumentou vertiginosamente ao longo deste ano e, agora, surpreendentes promoções relâmpagos começam a aparecer com o início da competição.

São os velhos truques: viagens muito baratas ao Rio, com tudo pago antecipadamente, mas que, na realidade, nunca acontecerão. É na emoção de ver os Jogos Oolímpicos que os trapaceiros conseguem conquistar clientes.

VEJA MAIS: Quanto valem as medalhas de ouro da Olimpíada?

Para não cair nesses golpes, os interessados em fazer um passeio pela capital dos jogos nas próximas semanas devem primeiramente lembrar que, comprando em cima da hora, os preços ficam mais inflacionados por conta da competição. O valor normal de passagens de avião, hospedagem e até mesmo os ingressos para os jogos, mesmo que nos casos mais em conta, estarão salgados. Não adianta tentar economizar dessa vez.

Outro cuidado necessário é com falsos passeios já na Cidade Maravilhosa. Opte por lugares regulamentados e recomendações de hotéis e de centros turísticos oficiais. Nessa época, recheada de turistas, o que mais aparecem são falsos guias, que cobram muito mais por um serviço de baixa qualidade.

E AINDA: Quanto custa sediar as Olimpíadas

Por fim, um golpe que começa a aparecer com o início da competição são falsas premiações enviadas por e-mail. Muitas marcas de fato realizaram promoções antes dos jogos começarem, oferecendo ingressos como prêmios. Caso você receba um recado dizendo que você é o vencedor, desconfie: dificilmente essa promoção seria informada somente por correio eletrônico.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).