Negócios

SolarCity fecha acordo de US$ 2,6 bilhões para se fundir à Tesla

iStock

iStock

A empresa de painéis solares SolarCity anunciou na última segunda-feira (1º) que irá aceitar a proposta do CEO da Tesla Motors, Elon Musk, para fundir as duas companhias, em uma negociação que movimentará US$ 2,6 bilhões da montadora.

Musk, detentor da maior parte das ações de ambas as companhias, é primo de Lyndon Rive, CEO da companhia de energia. A decisão está, agora, nas mãos dos acionistas, que devem combinar os valores exatos para transformar a Tesla em uma montadora de carros elétricos autossuficiente.

VEJA MAIS: Empresa israelense se desliga da Tesla em prol da BMW

Em uma declaração, Musk disse que a Tesla e a SolarCity sempre trabalharam juntas: “Faz sentido pensar em novos meios de gerar energia se estamos trabalhando com carros não poluentes.”

Analistas, no entanto, questionaram a decisão de juntar duas companhias que perdem mais dinheiro do que ganham. A Tesla, inclusive, acaba de iniciar uma corrida para finalizar seu novo parque de carros em Nevada antes de 2017, que custará US$ 5 bilhões.

Comentários
Topo