Negócios

Agora você poderá usar milhas em jatos particulares

(Getty Images)

(Getty Images)

A companhia aérea Delta Air Lines anunciou nesta terça-feira (25) que os clientes membros do programa de milhas aéreas SkyMiles poderão trocar pontos por viagens em jatos particulares. A Delta Private Jets (DPJ), departamento que gerencia os aviões privados, pagos em jet cards, possui uma frota de 70 aeronaves.

LEIA MAIS: American Airlines revela novo assento para classe executiva

O Jet card é um cartão de débito exclusivo para viagens em jatos particulares. Entre os benefícios do cartão, existe a garantia de que haverá um avião disponível na hora marcada (os aviões devem ser reservados com algumas horas de antecedência). A compra do cartão Jet Card é feita com pagamento adiantado, ou com milhas.

2,5 milhões de milhas aéreas equivalem a um jet card de US$ 25.000. Um jato custa em média US$ 5.500 a hora. Desta maneira, 2,5 milhões de milhas equivalem pouco menos de 5 horas de voo. David Sneed, chefe de operações da DPJ declarou que a quantia usual para comprar um jet card é US$ 100.000. Não há limite de milhagem para troca, então se o cliente possui 20 milhões de milhas aéreas, poderá trocar por um jet card de US$ 200.000.

A novidade não se limita ao SkyMiles. Os clientes American Express e Starwood também podem transferir pontos aéreos para a conta SkyMiles. Karen Zachary, diretora de gerenciamento da companhia, disse em entrevista à Forbes que não existe um limite de pontos transferidos.

VEJA TAMBÉM: Como as companhias aéreas brasileiras estão se preparando para o futuro

Donos de empresas privadas acumulam centenas de milhas ao usar seus cartões de crédito Platina ou Centurion para pagar despesas da companhia. A Starwood permite que os membros do programa acumulem pontos. “Trabalhamos muito para melhorar o uso das milhagens e expandir a maneira como serão usadas, de drinques nos Sky Clubs (lounges da Delta em aeroportos) até viagens de jato particular”, afirma Zachary.

De acordo com a diretora, existem muitos membros SkyMiles que possuem pelo menos 2,5 milhões de pontos em suas contas.

David Sneed afirma que esta mudança serviu para criar um vínculo entre a DPJ e a companhia aérea. No mês de setembro, a Delta anunciou uma parceria com a Porsche que seria expandida para a DPJ oferecendo transfers de voos de jatos para voos comerciais. Por exemplo, um cliente do Missouri poderia voar de jatinho para Detroit e fazer conexão para um voo da Delta para Londres ou Tóquio. Ele seria levado do terminal de jatos particulares para o aeroporto comercial de Porsche.

Ao perguntar se a Delta disponibilizaria o programa de milhagens SkyMiles para aluguel de Porsche, Sneed e Zachary responderam que “ainda não”. Mas o chefe de operações acrescenta: “Quanto mais coisas puder fazer com as milhas, mais popular o programa se torna.”

Comentários
Topo