Negócios

“New York Times” compra guia de consumo por US$ 30 milhões

iStock

“The New York Times” anuncia a compra do guia de consumo “The Wirecutter” por cerca de US$ 30 milhões (iStock)

O jornal norte-americano “The New York Times” anunciou na tarde desta segunda (24) a compra do guia de consumo “The Wirecutter” por cerca de US$ 30 milhões em cash.

“O New York Times é a casa perfeita para o Wirecutter porque temos um compromisso em comum com o consumidor”, afirmou Brian Lam, fundador do guia à imprensa. “E o mais importante, estamos animados em dar aos leitores do Times dicas de grandes itens que melhorarão suas vidas.”

LEIA MAIS: Qual o significado da compra da Time Warner pela AT&T para a indústria da mídia?

Lam, que permanecerá no cargo de conselheiro, fundou o site em 2011 com o próprio dinheiro. O guia foi criado com o objetivo de ajudar os consumidores a achar os produtos ideais por meio de dicas e recomendações em diversos itens, como eletrônicos, casa, aparelhos e mais.

“Estamos muito animados com esta aquisição por dois motivos: é um negócio incrível com um modelo atrativo de vendas e seu sucesso é baseado no rigoroso serviço jornalístico”, revela Mark Thompson, presidente e CEO da The New York Times Company.

VEJA TAMBÉM:50 marcas mais valiosas do mundo

O Times vai tomar conta do bônus de retenção, assim como outras dívidas da startup como parte do acordo. Outra parte importante da aquisição é o site irmão do The Wirecutter, o The Sweethome. Ambos os sites têm editoriais famosos onde as recomendações de produtos são feitas por jornalistas.

O site ganha dinheiro pelos links diretos para merchans que geram lucro a cada compra on-line feita, com parceiros online como a Amazon e outras verejistas. O modelo é moda entre as editoras digitais e publicitários. O Times sofreu uma perda de 7% nos últimos quatro meses devido a anúncios on-line. downward spiral. The Timessaw a 7% decrease just last quarter with online ads.

“The New York Times é a fonte definitiva de notícias, informações e entretenimento e, agora, pretendemos ser autoridade em jornalismo. A abordagem prática do Wirecutter leva às recomendações de produto o mesmo padrão de apuração que os pilares das agências de notícia”, afirma Thompson.

Comentários
Topo