Negócios

Snapchat pretende levantar US$ 4 bilhões em IPO

Snapchat

O IPO pode gerar um lucro de até US$ 40 bilhões para a empresa (Getty Images)

O Snapchat anunciou, no início de outubro, que começaria a vender suas ações em março. Agora, um novo comunicado desta quarta-feira (26) sugere que a companhia, oficialmente chamada de Snap Inc., tentará levantar US$ 4 bilhões na sua abertura de capital.

O IPO pode gerar para a companhia um lucro entre US$ 25 bilhões e US$ 40 bilhões, de acordo com a agência de notícias “Bloomberg News”. Citando fontes anônimas, a reportagem afirmou que os planos da companhia não estão completamente concretos. O Snapchat está preparando uma lista e pretende começar a vender suas ações durante o primeiro trimestre de 2017, segundo a reportagem. Os bancos Morgan Stanley e Goldman Sachs, provavelmente, vão liderar as ofertas. Se o plano funcionar, o Snapchat pode ser a maior companhia a vender suas ações nos Estados Unidos desde 2014.

LEIA MAIS: IPO de US$ 25 bi do Snapchat deve acontecer no começo de 2017

O Snapchat foi avaliado em US$ 18 bilhões por investidores em maio. A previsão da empresa de pesquisa de mercado eMarketer estima que a companhia vai gerar US$ 366,7 milhões na sua receita em 2016, e quase US$ 1 bilhão em 2017, e levantou US$ 2,4 bilhões em investimentos privados até agora. A companhia vende vídeos nas seções “Stories” e “Discover”, em que muitas marcas fazem publicidade, como a CNN, a iHeart Radio, a Cosmopolitan, entre outras. O Snapchat também vende filtros como propagandas.

O aplicativo, que originalmente seria para tirar fotos que desapareciam no período de 24h, agora possui 150 milhões de usuários diários, sendo mais de 60 mil deles norte-americanos e canadenses. Esse número representa um terço dos usuários diários do Facebook na mesma região.

VEJA TAMBÉM: Norte-americana fatura US$ 500 mil por ano com Snapchat

O Snapchat compete com outros aplicativos como o Instagram, o Facebook e com os US$ 70 bilhões fora dos negócios da publicidade televisiva e dos smartphones.

Comentários
Topo