Negócios

Intel cria nova unidade para desenvolver carros autônomos

Intel

Intel busca se inserir no mercado de carros autônomos e alcançar concorrentes do ramo (iStock)

A empresa de tecnologia Intel está se reorganizando para melhorar sua posição no próximo grande avanço da computação: os carros autônomos. A gigante fabricante de chips está se esforçando neste ramo, junto com o grupo Internet of Things, e está criando uma nova unidade de negócios focada exclusivamente neste novo mercado, chamada Grupo de Direção Automatizada.

Doug Denis, atual gerente da divisão da Internet of Things da Intel, vai liderar a nova unidade. Em agosto, Davis anunciou que ele iria se retirar da companhia de tecnologia em breve, mas aparentemente ele mudou de ideia.

LEIA MAIS: Intel investe US$ 250 mi em startups de tecnologia de veículos autônomos

“Durante sua carreira, Doug esteve consistentemente no lado principal do rompimento – e se posicionou entre as maravilhosas novas tecnologias que redefinem nossas experiências no trabalho e na vida”, afirmou o presidente da Intel, Murthy Renduchintala, em um post no blog. “Doug vê o Grupo de Direção Automatizada como uma outra oportunidade imperdível para liderar o rompimento, tanto que ele adiou sua saída da empresa para se tornar o vice-presidente sênior e gerente geral do novo projeto”.

Tom Lantzsch, vice-presidente executivo de estratégia da concorrente ARM, juntou-se à Intel para liderar o grupo Internet of Things. Kathy Winter, ex-executiva do fornecedor automotivo Delphi, ajudará Davis com o novo grupo como vice-presidente e gerente geral.

LEIA TAMBÉM: Gigantes tecnológicas travam batalha da inteligência artificial

A Intel agiu rápido para se recuperar no mercado de carros autônomos. Outros fabricantes de chips como a Nvidia e a Qualcomm tem vantagem de anos em relação a Intel nessa área da tecnologia. A Tesla também anunciou o Autopilot 20 em todos os seus carros, alimentados pelo Drive PX2 da Nvidia, um computador que a empresa afirma produzir 24 trilhões de operações de aprendizado por segundo.

Os chips potentes de processamentos estão se tornando essenciais em carros devido à necessidade da complexa leitura de sensores e para tomar decisões em frações de segundo.

E TAMBÉM: Samsung vai investir US$ 8 bilhões em carros inteligentes

Na última terça-feira (29), os fornecedores automotivos Delphi e Mobileye anunciaram uma parceria que trará muitos avanços em relação aos estudos da Intel. A empresa de tecnologia planeja anunciar o seu novo processador de chips feitos especificamente para carros autônomos em um “futuro próximo”, afirmou um porta-voz da Intel para FORBES. No início de novembro, a companhia também anunciou que investiria US$ 250 milhões em startups de direção autônoma.

Comentários
Topo