Negócios

Os maiores mitos e verdades sobre empreendedorismo

Ser empreendedor está na moda nos dias atuais. Por essa razão, muitas pessoas acreditam que empreender só tem pontos positivos. Entretanto, isso pode gerar algumas ideias erradas sobre o mundo dos executivos.

LEIA MAIS: 4 dicas para tornar o seu ambiente de trabalho mais divertido

A fama do empreendedorismo pode criar muitas ilusões sobre como realmente os negócios funcionam. Além do glamour e da fama, há muitas dificuldades para empreender.

Veja na galeria de fotos alguns mitos e verdades sobre o mundo do empreendedorismo que todos deveriam saber:

  • Empreendedorismo não é sobre você mesmo

    Construir uma startup é moda nos dias atuais. Empreendedores aparecem em capas de revista, ganham destaque em programas da mídia e aparecem em propagandas. Entretanto, mesmo que a startup precise de alguém para começar o negócio, a última coisa que o empreendedorismo é sobre o empreendedor em si.

    Uma vez que a startup esteja indo bem, tudo o que o empreendedor precisa fazer é impulsioná-la para frente. Em ordem de importância, ele está entre os últimas. Ele não é responsável apenas por dar entrevistas para a mídia, mas também por tirar o lixo do escritório, realizar as funções de um funcionário que se demitiu de repente ou lidar com clientes difíceis. Há muitos empreendedores que sacrificaram seu casamento, sua vida pessoal, seu tempo com filhos e até a sua saúde para conseguir manter a sua companhia funcionando bem.

  • Empreendedorismo não é sobre escritórios chiques e bebidas de graça

    Quando alguém pergunta sobre o que é o empreendedorismo, muitas vezes as pessoas respondem coisas como “mesas de ping-pong! Toda sexta-feira tem cerveja grátis! O ambiente de trabalho é muito agradável!”. Muitas pessoas pensam que os escritórios de startups são um parque de diversão. Estes espaços de escritório vêm da necessidade de soluções criativas que o empreendedorismo exige, além de longos períodos para conseguir alguma coisa relevante na sua área.

  • Empreendedorismo não é sobre dinheiro

    Muitas vezes ouvimos falar sobre startups que ganharam milhões em pouco tempo. Mas essa não é a realidade de muitas companhias, principalmente quando estão no estágio inicial. Se você está procurando apenas retorno financeiro, a melhor aposta é o caminho é o profissional tradicional, em que os termos são mais simples e o risco é menor.

  • Empreendedorismo não é sobre desistências

    Muitas pessoas acham que o caminho das startups é fácil. Elas enfrentam altos e baixos, e isso exige uma persistência e uma dedicação muito grande. Para não precisar lidar com esse tipo de problema, muitos empreendedores acham mais fácil vender a startup para alguém. Quando eles vendem sua companhia, eles se afastam do conceito das startups, que buscam servir da melhor maneira possível seus clientes.

  • Empreendedorismo é sobre como fazer algo que as pessoas precisam

    De acordo com Paul Graham, padrinho de startups e fundador da companhia de financiamento e consulta de negócios YCombinator, startups têm que fazer algo que as pessoas queiram. Nos primeiros estágios do empreendedorismo, o essencial é encontrar um produto que se encaixe no mercado.

    Para startups que estão no início, o empreendedor deve se perguntar “como podemos melhorar o nosso serviço para os nossos consumidores?”. Há muitos meios de fazer uma startups crescer, algumas delas fazem financiamento de capital de risco, outras decidem seguir um caminho auto-sustentável, e muitas estão no meio-termo, fazendo financiamentos e mantendo o controle das finanças. Além de prêmios e escritórios elegantes, empreendedores estão constantemente se esforçando para fazer algo que seja positivo para as pessoas.

  • Por fim, empreendedorismo é sobre pessoas

    Além do produto, o fator que mais impulsiona uma startup é a equipe. O empreendedorismo é sobre reconhecer seus pontos negativos e procurar pessoas que possam realizar algumas tarefas melhor do que você. A mídia geralmente mostra apenas uma pessoa por trás de uma companhia de sucesso, mas atrás desse rosto há um grupo muito talentoso que se complementa e que trabalha muito para fazer a empresa funcionar.

Empreendedorismo não é sobre você mesmo

Construir uma startup é moda nos dias atuais. Empreendedores aparecem em capas de revista, ganham destaque em programas da mídia e aparecem em propagandas. Entretanto, mesmo que a startup precise de alguém para começar o negócio, a última coisa que o empreendedorismo é sobre o empreendedor em si.

Uma vez que a startup esteja indo bem, tudo o que o empreendedor precisa fazer é impulsioná-la para frente. Em ordem de importância, ele está entre os últimas. Ele não é responsável apenas por dar entrevistas para a mídia, mas também por tirar o lixo do escritório, realizar as funções de um funcionário que se demitiu de repente ou lidar com clientes difíceis. Há muitos empreendedores que sacrificaram seu casamento, sua vida pessoal, seu tempo com filhos e até a sua saúde para conseguir manter a sua companhia funcionando bem.

Comentários
Topo