Negócios

Philips vai vender Lumileds para grupo norte-americano Apollo por US$ 1,5 bi

Philips venderá sua participação de 80,1% na Lumileds (Divulgação)

Philips venderá sua participação de 80,1% na Lumileds (Divulgação)

A Philips venderá sua participação de 80,1% na Lumileds, sua unidade voltada para componentes de LED e iluminação de automóveis, para a norte-americana Apollo por US$ 1,5 bilhão, informou hoje (12).

O acordo avalia a Lumileds em cerca de US$ 2 bilhões, incluindo dívidas, disse a Philips, e deve ser fechado na primeira metade de 2017, dependendo da aprovação por parte de órgãos reguladores.

RANKING NACIONAL: 25 marcas brasileiras mais valiosas de 2016

A venda da Lumileds é o último passo de um plano de duas partes da Philips para venda dos negócios de iluminação, depois da oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) de sua principal divisão de iluminação, a Philips Lighting, em maio.

Uma tentativa anterior de vender a Lumileds para um grupo de investidores asiáticos por US$ 3,3 bilhões fracassou, depois que o governo norte-americano barrou o acordo sob alegação de preocupações quanto à segurança nacional.

O porta-voz da Philips Steve Klink reconheceu que o preço mais baixo é decepcionante. “O que podemos fazer?”, disse Klink. “Achamos ser um preço bom nas atuais circunstâncias”, completou.

RANKING GLOBAL: 50 marcas mais valiosas do mundo

A Lumileds, sediada em San José, na Califórnia, atua como uma companhia legalmente separada da Philips desde 2015. No terceiro trimestre de 2016, a empresa reportou lucro de 101 milhões de euros, ante 86 milhões de euros no mesmo período de 2015.

A Philips informou que a Lumileds tinha vendas anuais de cerca de US$ 2 bilhões, com 9 mil funcionários.

(Por Toby Sterling e Gabriela Mello)

Comentários
Topo