Negócios

Startup norte-americana promete revolucionar relação entre empresa e consumidor

TalkIQ diz que seu software de atendimento é três vezes mais eficiente que o do Google

TalkIQ diz que seu software de atendimento é três vezes mais eficiente que o do Google

Uma startup nos Estados Unidos promete revolucionar o mundo das supermáquinas. Com investimento inicial de US$ 7 milhões, a TalkIQ vai lançar um software de reconhecimento de fala para vendas e tratamento ao cliente que, segundo o CEO Ben Coulter, é duas vezes melhor que o IBM Watson e três vezes melhor que o do Google.

VEJA TAMBÉM: “Brasil é um parque de diversões para startups”, afirma presidente da maior aceleradora do país

Suas aspirações vão além de representações de vendas, recrutamento de funcionários e estratégias corporativas. O software pode marcar as reclamações mais frequentes de consumidores e as melhores práticas utilizadas por funcionários. E quando uma empresa quiser decidir quais ferramentas priorizar baseadas na demanda do consumidor, a startup pode ajudar a identificar.

A tecnológica surgiu há um ano a partir da premissa de que se alguém (ou uma máquina) estudasse cada ligação feita para uma companhia, serão descobertos padrões que podem fazer com que os negócios fluam melhor, visto que 68% das interações com consumidores são feitas por telefone. A empresa reuniu um time de experts em reconhecimento de voz e processo de linguagem além de engenheiros para resolver o desafio de transcrever as ligações para análise.

LEIA MAIS: Cyber Monday bate recorde de vendas e arrecada US$ 3,45 bilhões

Em julho deste ano, a startup conseguiu uma arrecadação de US$ 30 milhões para testar seu produto. Com a TalkIQ, a provedora de Wi-Fi Zenreach, por exemplo, descobriu que o Facebook fora mencionado quatro vezes mais que o Instagram e seis vezes mais que o Twitter.

Coulter, no entanto, diz que a empresa não tem interesse em uma saída estratégica para se tornar uma ferramenta de vendas. “As pessoas que querem trabalhar aqui devem considerar o reconhecimento de voz como o trabalho de sua vida”, afirma.

Comentários
Topo