Negócios

3 maneiras de dar um feliz Ano Novo para a sua marca

Se a nossa marca está feliz, nós estamos felizes. Portanto, para o início do ano, uma boa ideia é começar a fazer mudanças que podem aumentar significamente a felicidade e o bom funcionamento da sua marca em 2017.

LEIA MAIS: 6 melhores (e piores) locais para arranjar emprego nos EUA em 2017

Veja na galeria de fotos 3 maneiras de renovar a sua marca neste novo ano:

  • Tenha alguma ideia potente e significativa para sua marca

    Uma marca sem uma boa ideia é apenas um logo sem sentido e sem significado. Você tem alguma ideia por trás da sua marca? Caso a resposta seja positiva, você a articulou de modo que todos na sua organização consigam entendê-la?

    Para saber isso é simples. Concentre-se para desenvolver uma única frase que represente a ideia por trás da sua marca. Evite começar a sentença com “Nós fazemos o melhor…” ou “Nós temos o mais rápido…”, ou frases similares que já são clichês no mercado de trabalho. Entretanto, uma boa ideia pode ser começar com “Nós acreditamos em…” ou “Nós existimos para…”. Simon Sinek, autor e consultor de negócios e gerenciamento e palestrante do TEDx Talk, afirmou que “o exercício de chegar a uma ideia de marca é como uma terapia corporativa. Na realidade, ter debates e argumentos sobre a ideia da marca é, atualmente, muito melhor do que ter centenas de argumentos durante longos períodos sobre o que fazer e quais estratégias tomar, apenas porque a ideia da marca é mal definida.

    Uma ideia potente e significativa para sua marca é algo maior do que seu produto ou serviço. Na realidade, os benefícios que a sua empresa promovem devem ser um resultado da ideia da sua marca.

  • Faça um bom marketing

    Algumas pessoas acreditam que se elas estamparem seu logo em todos os lugares possíveis, o marketing da marca está feito. O meio de comunicação da marca com o público é extremamente importante, portanto, o essencial é saber conectar a marca com as pessoas.

    Ou seja, as decisões de marketing não devem ser baseadas no que você, seus relatórios ou seu chefe de vendas faria. Embora as opiniões desses profissionais devam ser consideradas, essas decisões devem ser tomadas levando em conta o que a marca quer fazer, o que ela precisa e em como você consegue articular a ideia dela.

    Para ter certeza das suas escolhas em relação à sua marca, uma boa ideia é se perguntar: “nossa marca faria isso ou não?” Se o seu instinto diz que não, então você provavelmente está certo e não tem uma ideia de marca ou não a articulou o suficiente para responder questões importantes.

    Faça também com que sua equipe canalize a ideia e o propósito da companhia ao tomar decisões. A “integração de marca” será um grande e positivo resultado, e não apenas um objetivo vazio.

  • Não demita sua agência de publicidade. Inspire-os.

    Mesmo se o seu número de vendas estiver baixo e sua marca e a sua campanha de publicidade são fracos, não demita sua agência de publicidade, por mais tentador que isso seja.

    Demitir sua agência significa contratar uma nova, e todos sabem o imenso trabalho que isso dá. Seria necessário contratar um consultor e realizar uma seleção que pode durar meses, sem contar as inúmeras horas que você e sua equipe vão gastar para revisar apresentações e materiais das agências.

    Além disso, você provavelmente já está no mercado há tempo suficiente para ver que as agências não são extremamente diferentes umas das outras. O que realmente muda são os clientes. Os relacionamentos entre o cliente e agência é único e pode ser melhorado, principalmente com um pouco de informação e confiança.

    É muito melhor dar o seu máximo para inspirar sua agência e resolver os problema já existentes. Por exemplo, não diga a eles o que eles devem fazer, porque isso não é ser efetivo. No lugar disso, leve a eles seus problemas. As pessoas criativas da agência vão adorar resolvê-los. Além do processo ser divertido e mais barato, isso demonstra confiança e passa inspiração.

Tenha alguma ideia potente e significativa para sua marca

Uma marca sem uma boa ideia é apenas um logo sem sentido e sem significado. Você tem alguma ideia por trás da sua marca? Caso a resposta seja positiva, você a articulou de modo que todos na sua organização consigam entendê-la?

Para saber isso é simples. Concentre-se para desenvolver uma única frase que represente a ideia por trás da sua marca. Evite começar a sentença com “Nós fazemos o melhor…” ou “Nós temos o mais rápido…”, ou frases similares que já são clichês no mercado de trabalho. Entretanto, uma boa ideia pode ser começar com “Nós acreditamos em…” ou “Nós existimos para…”. Simon Sinek, autor e consultor de negócios e gerenciamento e palestrante do TEDx Talk, afirmou que “o exercício de chegar a uma ideia de marca é como uma terapia corporativa. Na realidade, ter debates e argumentos sobre a ideia da marca é, atualmente, muito melhor do que ter centenas de argumentos durante longos períodos sobre o que fazer e quais estratégias tomar, apenas porque a ideia da marca é mal definida.

Uma ideia potente e significativa para sua marca é algo maior do que seu produto ou serviço. Na realidade, os benefícios que a sua empresa promovem devem ser um resultado da ideia da sua marca.

Comentários
Topo