4 perguntas para se fazer antes de expandir seu negócio

Expansões, sejam elas na mesma região ou para outra cidade, Estado ou país, nem sempre são a melhor opção para um negócio: mesmo com uma “fórmula vencedora” não existe garantia de que tudo dará certo.

A cada mercado que ingressamos atualmente, passamos pelo processo rigoroso de avaliação para garantir que a expansão esteja alinhada com a visão existente para o futuro da companhia, e não seja apenas uma questão de ego.

LEIA MAIS: 5 pequenas mentiras que podem ser contadas no trabalho

Veja na galeria de fotos 4 perguntas para se fazer antes de expandir seu negócio:

  • Estou tirando os olhos do prêmio?

    Os donos da 1-800-GOT-JUNK?, uma companhia de remoção de entulhos e coisas desnecessárias, são norte-americanos e desenvolveram os negócios nos Estados Unidos. Ao surgir uma oportunidade de abrir o negócio na Inglaterra, a equipe viu que a proposta não era compatível com o negócio. Por exemplo, o negócio, que vale bilhões nos Estados Unidos, pode não crescer tanto com uma oportunidade menor do outro lado do Atlântico. Nem todas as oportunidades são iguais.

  • Existe demanda para seu produto ou serviço?

    A 1-800-GOT-JUNK? percebeu que existem alguns fatores demográficos que podem ser essenciais para o sucesso de uma empresa em outros territórios. Por exemplo, quantas pessoas possuem caminhonetes? Existe alguma outra companhia oferecendo o mesmo serviço? No Reino Unido, por exemplo, as casas são menores, e os britânicos não costumam acumular tantos objetos como os norte-americanos.

  • Você conseguirá achar bons funcionários?

    Mesmo que exista demanda para o serviço, você deve se perguntar se encontrará os funcionários certos para seu projeto. As dificuldades de encontrar mão-de-obra capacitada torna o sistema de franquia menos atrativo.

  • Você está procurando oportunidades próximas de casa?

    Abrir um negócio em outro país pode ser animador, mas considere que a melhor estratégia é o foco local. A empresa de limpeza canadense Shack Shine, por exemplo, decidiu expandir primeiro em Vancouver, pois é mais fácil fortalecer a empresa no seu mercado local. Cidades vizinhas podem se identificar mais com a marca.
    Expansão não significa necessariamente abrir uma franquia em um lugar distante. Oferecer aos consumidores existentes novos serviços pode ser mais interessante do que buscar novos clientes. Afinal, eles já conhecem a marca e sabem quais são as necessidades.

Estou tirando os olhos do prêmio?

Os donos da 1-800-GOT-JUNK?, uma companhia de remoção de entulhos e coisas desnecessárias, são norte-americanos e desenvolveram os negócios nos Estados Unidos. Ao surgir uma oportunidade de abrir o negócio na Inglaterra, a equipe viu que a proposta não era compatível com o negócio. Por exemplo, o negócio, que vale bilhões nos Estados Unidos, pode não crescer tanto com uma oportunidade menor do outro lado do Atlântico. Nem todas as oportunidades são iguais.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).