Negócios

“Playboy” autografada com Trump na capa é leiloada por US$ 4.900

Revista Playboy

Encontrada no chão, a revista “Playboy” leiloada, com Donald Trump na capa, foi autografada pelo republicano durante um comício no Macomb Community College, em Warren, Michigan (EUA), no dia 4 de março de 2016. (Reprodução/FORBES)

Uma cópia autografada da versão norte-americana da revista “Playboy”, com o presidente Donald Trump na capa, foi vendida por US$ 4.900 em um leilão.

A edição de março de 1990 apresenta a Playmate Brandi Brandt e o agora presidente dos EUA na capa. O republicano foi clicado com um smoking e Brandi veste apenas uma a parte de cima de outro smoking. Uma legenda, ao lado da cabeça de Trump, diz: “Revista legal. Quer vendê-la?”.

LEIA MAIS: 7 curiosidades sobre Donald Trump

A entrevista da revista com o atual presidente é conduzida por Glenn Plaskin. Em um trecho, os dois discutem como seria um hipotético mandato de presidente de Trump. “Eu não quero a Presidência”, afirma. “Eu vou ajudar muita gente com a minha fundação.”

“Mas se essa vontade surgisse, em qual partido político você acha que ficaria mais confortável?”, pergunta Plaskin.

Trump responde: “Bem, se eu um dia chegar a ocupar este cargo, exerceria-o melhor como um democrata do que como um republicano, e isso não é porque eu seria mais liberal, porque sou conservador. Mas seria o trabalhador que votaria em mim. Ele gosta de mim. Quando eu ando na rua, os taxistas gritam para fora das janelas para me cumprimentar”.

LEIA TAMBÉM: Trump é recebido na Casa Branca por Michelle e Barack Obama

“Outra hipótese: qual seria a primeira coisa que o presidente Trump faria ao entrar no Salão Oval?”, pergunta Plaskin.

Trump responde: “Muitas coisas. Eu seria duro. Cobraria mais impostos sobre todo Mercedes-Benz que estivesse neste país e em todos os produtos japoneses. Nós teríamos ótimos aliados novamente”.

A “Playboy” autografada por Trump foi vendida pela Goldin Auctions e tem a assinatura do atual presidente na capa. A oferta foi fechada no último domingo (29). O lance mínimo era de US$ 100 e foram dados 33 lances no Lote de número 1338.

E TAMBÉM: Conheça todas as propriedades de Donald Trump ao longo dos anos

A Goldin já vendeu alguns itens relacionados ao republicano, como bolas de beisebol autografadas (uma delas foi vendida por US$ 2.082,50 e recebeu 27 lances), fotografias e camisetas de time (uma delas, do time Washington Nationals, teve 15 lances e foi vendida por US $ 1.225), mas a revista “Playboy” foi o objeto com o preço final mais alto até agora. Houve também a venda de um juramento presidencial assinado por Trump antes de assumir o cargo, que teve três lances e foi vendido por US$ 3.675.

Brandt tinha 18 anos quando foi escolhida para ser a Playmate do mês, em outubro de 1987. Em 2014, a corte australiana a sentenciou a pegar seis anos de cadeia por participar de um contrabando internacional de drogas. Anteriormente, ela foi casada com Nikki SIxx, baixista da banda Motley Crue. Eles tiveram três filhos juntos.

Trump

Hoje (31), uma foto da revista “Playboy” com Donald Trump na capa foi arrematada no eBay por US$ 29,99 (Reprodução)

Comentários
Topo