Negócios

Após 8 meses, executivo do BTG Pactual paga dívida de US$ 340 mil em club de NY

O jornal “New York Daily News” publicou ontem (2) que Marco Luz Gonçalves, diretor de fusões e aquisições do banco BTG Pactual, teria quitado, após 8 meses, uma dívida de aproximadamente US$ 340 mil (R$ 1 milhão, na cotação de hoje) com o Provocateur, famoso club do distrito de Meatpacking, em Nova York (EUA).

Segundo a publicação norte-americana, que diz ter tido acesso a um processo, na Corte Federal de Manhattan, com data de 30 de janeiro, o executivo brasileiro, nos dias 10 e 11 de junho do ano passado, foi ao clube e consumiu com seus convidados bebidas finas como ACE Rose Magnum, Cristal Magnum, Dom Pérignon e Patron Tequila Magnum.

Gonçalves teria recebido uma conta de US$ 208.005,74 no dia 10. Em outra festa, na noite seguinte, teria gasto mais US$ 131.871,46. Nas duas vezes, entregou para o clube seu cartão Amex. Mas as despesas não foram autorizadas pela operadora de crédito. De acordo com o processo, o gerente do Provocateur, então, concordou em emprestar US$ 250 mil, com a condição de que Gonçalves reembolsasse a casa até o dia 31 de dezembro.

Segundo o “New York Daily News”, Gonçalves e o club Provocateur chegaram a um acordo na última quarta-feira (1). Detalhes da decisão, no entanto, não foram divulgados publicamente.

Outro lado

Por meio de sua assessoria de imprensa, Gonçalves afirma: “Em relação à reportagem publicada pelo ‘New York Daily News’, repercutida por alguns veículos de comunicação do Brasil, informo que desconheço os fatos ali narrados e que não possuo nenhum tipo de pendência com o estabelecimento comercial mencionado no texto”.

Comentários
Topo