Negócios

Grupo italiano compra CSA por 1,5 bilhão de euros

CSA vai fornecer para a Ternium 2 milhões de toneladas de placas por ano (iStock)

CSA vai fornecer para a Ternium 2 milhões de toneladas de placas por ano (iStock)

A siderúrgica Ternium informou ontem (21) que assinou acordo para comprar 100% de participação da alemã Thyssenkrupp na Companhia Siderúrgica do Atlântico (CSA), numa operação avaliada em 1,5 bilhão de euros.

De acordo com o comunicado, a CSA vai ceder para a Ternium um acordo de fornecimento de 2 milhões de toneladas de placas por ano para a antiga planta de laminação da Thyssenkrupp em Calvert, no Alabama, EUA.

LEIA MAIS: China conclui fusão que criará maior siderúrgica do país

A Ternium afirmou que o valor da operação tomou como base dados de setembro do ano passado, e que inclui dívida de 300 milhões de euros da CSA com o BNDES. A Ternium espera desembolsar 1,26 bilhão de euros na transação, tomando para isso empréstimo bancário.

Os resultados da CSA serão consolidados pela Ternium a partir do terceiro trimestre deste ano, segundo o comunicado.

VEJA MAIS: Usiminas amarga prejuízo de R$ 195 milhões no 4º trimestre

A Vale concluiu em maio passado a venda de sua fatia de 26,87% na CSA para a Thyssenkrupp.

A CSA começou a operar em 2010, mas não conseguiu obter licença de operação. Desde o início das operações, a empresa tem sido alvo de processos por poluição e vem funcionando com uma licença de instalação e uma autorização para pré-operação.

Controlada pelo grupo ítalo-argentino Techint, a Ternium é um das controladoras da Usiminas, ao lado da japonesa Nippon Steel, com que vem travando uma batalha pelo controle da companhia brasileira.

(Por Aluísio Alves)

Comentários
Topo