Negócios

Waze passará a funcionar também como app de compartilhamento de caronas

iStock

Aplicativo passará a oferecer um serviço que permite o compartilhamento de caronas, batizado de Waze Car Pool (iStock)

A Google anunciou, na manhã desta quarta-feira (22), o lançamento de uma expansão do Waze, atualmente utilizado pelos motoristas para traçar rotas e indicar os melhores trajetos. De acordo com a gigante de tecnologia, o aplicativo passará a oferecer um serviço que permite o compartilhamento de caronas, batizado de Waze Car Pool.

De acordo com o Google, 25% dos automóveis que circulam por São Paulo transportam apenas o próprio motorista

Além do serviço de GPS, o Waze permitirá que o motorista indique seus locais de partida e chegada e, dessa forma, ofereça uma carona a um outro usuário que esteja a pé, se deslocando para o mesmo lugar. Diferentemente dos serviços tradicionais de táxi ou do Uber, a Google diz que sua proposta não configura uma atividade econômica, já que seu objetivo principal é aumentar o número de pessoas em um mesmo carro. Segundo a companhia, 25% dos automóveis que circulam por São Paulo transportam apenas o próprio motorista. A ideia é que as pessoas utilizem o serviço e, assim, deixem seus carros mais vezes na garagem. A única transação monetária realizada no aplicativo é a ajuda de custo com a gasolina.

Novas ferramentas de comunicação

O Google também anunciou, durante a realização do evento desta manhã, o Google Duo e o Google Allo, os novos aplicativos de comunicação da companhia. Sua forma e manuseio são semelhantes ao Skype (no caso do Duo) e ao WhatsApp (no Allo). Entretanto, o Google preferiu evitar a comparação com os aplicativos da Microsoft e do Facebook.

LEIA MAIS: Google estreia serviço de caronas compartilhadas ao estilo Uber

O Google Duo vai possibilitar a realização de videochamadas entre os usuários com apenas um toque, por meio de uma interface simples e com manuseio semelhante a de um app de chamada telefônica.

Já o Google Allo, que chegou ao mercado brasileiro em 5 de dezembro, trata-se de um aplicativo de mensagem instantânea com recursos variados. Ao utilizar a ferramenta Machine Learning, por exemplo, ele registra o comportamento e a forma de se comunicar do usuário, inclusive personificando a sua atitude em grupos específicos, e disponibiliza possíveis respostas automaticamente, seja por palavras, frases, emoticons ou stickers. Estes últimos foram, inclusive, desenvolvidos pela própria companhia em parceria com empresas de comunicação com atuação no Brasil, para que incorporem expressões e gírias locais.

VEJA TAMBÉM: Google lança site interativo com projetos de inteligência artificial

O usuário também pode realizar uma pesquisa no mecanismo de busca do Google no app e compartilhar o resultado dentro da própria conversa. Se alguém, em um grupo, dá a ideia de jantar fora, por exemplo, qualquer um pode realizar, imediatamente, uma pesquisa sobre possíveis restaurantes e compartilhar os resultados sem sair do ambiente da conversa.

Por fim, é possível, ainda, escrever uma palavra e, automaticamente, visualizar sugestões de stickers para serem utilizados na conversa.

Comentários
Topo