Negócios

Saiba se o Instagram é a plataforma certa para a sua marca

O Instagram anunciou, no mês passado, que tinha ultrapassado um milhão de anunciantes por mês. Esta é uma grande conquista para o aplicativo de compartilhamento de fotos, e um indicativo que mostra o quanto ele avançou no mercado.

LEIA MAIS: 3 motivos pelos quais você deveria se tornar um expert no Instagram

A rede social afirma ter 600 milhões de usuários ao redor do mundo, sendo que 400 milhões deles acessam a plataforma todos os dias. No final de 2016, a empresa de pesquisas Pew Research Center informou que 32% dos adultos que usam a internet nos Estados Unidos utilizam o aplicativo – que já foi ridicularizado por ser apenas um lugar para as pessoas compartilharem fotos com filtros de suas refeições. Mas a verdade é que o Instagram é muito mais do que isso, e com oito milhões de negócios operando atualmente na plataforma, é seguro dizer que as marcas realmente compraram a ideia.

Junto com o Snapchat, o Instagram é uma das mais populares redes sociais da atualidade. Mas como saber se a plataforma é a melhor para a sua marca? Em vez de confiar cegamente na tendência, vale a pena considerar todos os fatos. Não podemos afirmar que a rede vai funcionar para você, mas ao olhar para os custos, formatos de anúncios e opções de segmentação de público, e aprender um pouco mais sobre a base de usuários do Instagram, é possível que você chegue a uma conclusão sólida sobre o quanto a plataforma pode trabalhar a favor da sua marca.

LEIA TAMBÉM: Facebook anuncia novidades para valorizar e-commerce na rede social

Veja na galeria de fotos como utilizar o Instagram para promover a sua marca:

  • 1. Quanto custa para fazer um anúncio no Instagram?

    As campanhas no Instagram podem ser feitas a partir de um “pagamento-por-engajamento” ou através do CPM, que significa “custo por mil impressões”.

    O quanto você espera gastar nos seus anúncios vai variar de acordo com os objetivos que você estabelecer para sua campanha e a demografia que você deseja alcançar. Em média, de acordo com relatórios da eMarketer, os CPMs estão entre US$ 5 e US$ 6 (R$ 15,50 e R$ 18,60), mas essas estimativas dizem respeito aos compradores e, por isso, incluem taxas e custos de mídia. A média dos CPCs (custos-por-clique) são estimadas entre US$ 0,56 e US$ 0,72 (R$ 1,73 e R$ 2,23).

    Os orçamentos mínimos diários no Instagram são muito baixos, por isso os anunciantes que não estão seguros sobre os resultados podem arriscar sem comprometer muito dinheiro.

  • 2. Quais os formatos de anúncios disponíveis no Instagram?

    Os formatos de anúncios na plataforma são similares aos anúncios de plataformas parecidas, como o Facebook. Todos os formatos de publicidade na rede social aparecem no feed dos usuários, com exceção dos anúncios do Stories, ferramenta adicionada recentemente, que aparecem entre as postagens dos usuários. Veja as opções:

    – Anúncios em fotos: nesta opção, uma única foto aparece no feed do usuário. Isso inclui a foto, a legenda uma única foto, uma legenda e um “call-to-action”, ou seja, um recurso – botão, imagem, banner ou texto – que incentiva o usuário a realizar uma ação;

    – Anúncios em carrossel: eles também aparecem no feed dos usuários. Inclui um carrossel de imagens ou vídeos no qual os usuários podem deslizar a tela e ter acesso a mais conteúdo. Essa opção é uma forma de mostrar mais sobre os produtos ou sobre a marca;

    – Anúncios no Stories: a publicidade no Stories foi introduzida pela primeira vez em 2016, mas foi liberada globalmente para todos os anunciantes há pouco tempo. Essa ferramenta propicia uma melhor imersão melhor, e os anúncios aparecem na tela inteira entre as Stories dos usuários. O áudio também é ativado automaticamente, caso o som do aparelho do usuário esteja ligado.

  • 3. Quais são as opções de público?

    As opções de segmentação de público no Instagram são bastante robustas, o que significa que é fácil para a maioria dos anunciantes atingir a audiência buscada, levando em conta os seguintes critérios:

    – Localização: as marcas podem atingir seu público baseando-se na sua localização (como uma cidade, um estado ou um país, por exemplo);

    – Demografia: é possível escolher um alvo básico demográfico que inclui gênero, idade ou idioma;

    – Comportamento: triagem da audiência com base no modo como os usuários se comportam no Instagram e no Facebook;

    – Interesses: escolha do público-alvo com base nos seus interesses, como, por exemplo, os perfis que ele segue ou os anúncios que interessam;

    – Custom Audiences: assim como no Facebook, o Instagram oferece a habilidade de mostrar anúncios para clientes no seu banco de dados de acordo com o endereço de e-mail ou o número de telefone;

    – Lookalike Audiences: esta é uma opção para procurar pessoas com interesses similares ao que o seu cliente oferece. Ela aproveita a segmentação criada pela Custom Audiences para elaborar uma lista com pessoas que podem se interessar pelo produto ou serviço oferecido;
    que tenham atração pelas mesmas c mesma atração interesses semelhantes aos seus clientes;

    – Alcance automatizado de público-alvo: é por meio deste critério que o Instagram cria uma audiência para os anunciantes baseando-se em “uma variedade de sinais, incluindo localização, demografia e interesses”.

    Em termos de objetivos de anúncios, as opções são similares. Objetivos de negócios incluem: cliques e conversões de sites, instalações de aplicativos, exibições de vídeo, reconhecimento de marca, conscientização local e alcance e freqüência.

  • 4. Como os anúncios no Instagram se comparam com o Facebook ou o Snapchat?

    O Facebook é dono do Instagram, então seus formatos de anúncios e opções de público-alvo são similares. Apesar disso, como já foi mencionado, a audiência do aplicativo de compartilhamento de fotos atinge, principalmente, a população mais jovem. Ambas as plataformas operam de modo semelhante e ambas são controladas pelo gerenciador de anúncios do Facebook, o que torna a entrada no espaço publicitário do Instagram simples para marcas que já anunciam no Facebook.

    Dado o baixo orçamento mínimo e o CPM gerenciável, o Instagram é muito mais amigável para pequenas empresas do que o Snapchat, onde o custo por mil impressões mínimas mensais é de US$ 40.000 (R$ 124.000). A rede social também oferece maior versatilidade em termos de formato de anúncio e tipo de conteúdo.

  • 5. Quais os tipos de marcas que geralmente fazem anúncios no Instagram?

    Moda, beleza e marcas de lifestyle foram as grandes entusiastas do Instagram, mais especificamente da publicidade na rede social, e muitas pessoas ainda assumem que a plataforma é adequada apenas para esse tipo de marcas.

    Mas a verdade é que há muita diversidade nos tipos de marcas que fazem sua propaganda no Instagram. Desde companhias de tecnologia, como Apple e Sonos, até bens de consumo, como Perrier e Lays, passando por serviços, como Airbnb e Classpass, marcas de todas as indústrias estão apostando na plataforma.

    A maior parte da publicidade no Instagram é dominada por marcas B2C (empresas que vendem para consumidores finais por e-commerce), embora algumas marcas B2B (empresas que vendem para outras empresas), como a Salesforce, estejam fazendo uso das opções de anúncios da plataforma.

  • 6. Quem está no Instagram?

    A audiência da rede social definitivamente está na população mais jovem, embora ele atinja um número maior de pessoas mais velhas do que o Snapchat. Quase 60% dos adultos entre 18 e 29 anos que estão online usam o Instagram, contra 33% dos usuários entre 30 e 49 anos. O Instagram é mais usado por mulheres do que por homens e é mais popular em áreas urbanas.

    A plataforma gera altas taxas de engajamento, com quase dois terços de seus usuários acessando o aplicativo diariamente. O Instagram também destaca que 80% dos seus usuários seguem pelo menos uma marca na rede social.

  • 7. O Instagram é bom para o reconhecimento das marcas?

    A rede social definitivamente vale a pena se o seu objetivo tornar a sua marca reconhecida. As opções de segmentação de público existem justamente para ajudar as empresas a se destacarem junto a novos públicos, que podem se interessar em seu produtos ou serviços. O Instagram não é uma ótima plataforma apenas para quem deseja ser descoberto por novos públicos, mas também para quem deseja definir e humanizar a marca. Esse é um lugar para a personalidade da sua marca brilhar.

    De acordo com o Instagram, 60% dos seus usuários afirmam que descobriram novos produtos na plataforma, e 70% deles executaram alguma ação depois de serem inspirados por um post na rede social. Esses números mostram que os usuários realmente interagem com o conteúdo do Instagram.

  • 8. O Instagram é bom para o marketing de influência?

    A rede social está se tornando o principal destino para o marketing de influência. O visual natural da plataforma faz uma combinação perfeita para a promoção de produtos em uma configuração que é orgânica e casual. Além disso, o Instagram está cheio de influenciadores de nicho, por isso há uma abundância de oportunidades para parcerias.

  • 9. Publicidade no Instagram: esta é a opção correta para a sua marca?

    A publicidade no Instagram é uma empreitada de baixo risco. Os orçamentos mínimos são baixos e uma variedade de públicos garantem que as marcas controlem as audiências que estão atingindo. Como o Instagram é uma plataforma visual, ele é mais adequado para marcas que têm uma compreensão clara da estética do conteúdo. A capacidade de criar conteúdos visuais atraentes é absolutamente necessária para o sucesso na publicidade no Instagram.

    Como em qualquer canal de marketing, a decisão de investir deve ser baseada nas metas e objetivos de cada marca. Dito isto, concluímos que marcas com forte apelo visual, que buscam falar com o público millennial, têm no Instagram uma boa aposta.

1. Quanto custa para fazer um anúncio no Instagram?

As campanhas no Instagram podem ser feitas a partir de um “pagamento-por-engajamento” ou através do CPM, que significa “custo por mil impressões”.

O quanto você espera gastar nos seus anúncios vai variar de acordo com os objetivos que você estabelecer para sua campanha e a demografia que você deseja alcançar. Em média, de acordo com relatórios da eMarketer, os CPMs estão entre US$ 5 e US$ 6 (R$ 15,50 e R$ 18,60), mas essas estimativas dizem respeito aos compradores e, por isso, incluem taxas e custos de mídia. A média dos CPCs (custos-por-clique) são estimadas entre US$ 0,56 e US$ 0,72 (R$ 1,73 e R$ 2,23).

Os orçamentos mínimos diários no Instagram são muito baixos, por isso os anunciantes que não estão seguros sobre os resultados podem arriscar sem comprometer muito dinheiro.

Comentários
Topo