Negócios

70% dos millennials não querem ter carros elétricos

carro

Estudo revelou rejeição de jovens – e também de pessoas mais velhas – pelos veículos autônomos
(iStock)

Setenta por cento dos millennials não querem comprar um carro elétrico. Pior do que isso: eles estão muito mais interessados em possuir um veículo tradicional de combustão interna. A revelação é de uma pesquisa feita pelo Driving Tests, um simulador de testes de direção que atende principalmente jovens, com 157.000 visitantes em seu site entre março e abril de 2017. Os resultantes são surpreendentes – e até chocantes. E, apesar da revelação inicial, a Tesla – fabricante de carros mais associada aos veículos elétricos – é a nova marca favorita entre jovens de 13 a 19 anos.

LEIA MAIS: 5 conselhos de um millennial que faturou US$ 500.000 sem ter cursado uma universidade

“Nós preferimos a palavra ‘impressionante’”, afirmou Andrei Zakhareuski, fundador e CEO da Elegant E-Learning, empresa de educação online para jovens motoristas dos Estados Unidos. “E um dos motivos é que toda a fama em torno dos carros elétricos não foi suficiente para despertar o interesse dos mais novos, embora as pesquisas mostrem um crescente interesse dos consumidores no geral. A ideia de que os millennials seriam mais favoráveis aos carros elétricos do que pessoas mais velhas não encontrou evidências no levantamento.”

Apesar da revelação, a Tesla - fabricante de carros mais associada aos veículos elétricos - é a nova marca favorita entre jovens de 13 a 19 anos

A pesquisa foi além. Mesmo quando os números foram separados por faixa etária, a indicação foi clara de que os veículos elétricos não estão atraindo uma parcela significativa do mercado.

Pré-adolescentes, adolescentes e pessoas na faixa dos 20 e poucos anos apresentaram um resultado quase idêntico (de aproximadamente 69%), enquanto no grupo que vai de 61 a 65 anos houve um pequeno aumento no sentimento anti-carros-elétricos.

LEIA TAMBÉM: Uber e Volvo fazem parceria para criar carro autônomo

Muita gente presumiu que os carros elétricos seriam algo de grande interesse por parte dos millennials. Eles não poluem, as corridas são mais baratas e eles indicam, claramente, um bom caminho para o futuro. Todas as grandes montadoras estão trabalhando em carros híbridos, e Zakhareuski cita uma pesquisa que mostra que 57% das pessoas prefeririam comprar veículos elétricos caso o preço fosse similar, tivessem baixos custos operacionais, um alcance de 322 km e pudessem ser carregados em menos de uma hora.

No entanto, essa suposição parece estar mal fundamentada. Aparentemente, há muita preocupação entre as pessoas mais novas e mais velhas sobre os veículos elétricos autônomos.

Na pesquisa, quando foi pedido para que as pessoas atribuíssem notas de 0 a 10 para suas preocupações em relação aos veículos autônomos, aproximadamente 65% delas responderam entre 5 e 10. Apenas 35% responderam entre 0 e 4 e, desse total, 18% alegaram não ter nenhuma preocupação.

E TAMBÉM: 6 lições que os millennials podem aprender com Albert Einstein

Claramente, aqueles que defendem os carros autônomos têm muito mais trabalho a fazer, tanto para conseguir vender a sua solução, quanto para promover os benefícios dela. Neste momento, não apenas a maioria das pessoas está significativamente preocupada com o uso dos carros autônomos elétricos, como muitas também não têm certeza se os benefícios valem os riscos.

Apesar de tudo, há uma boa notícia para a Tesla: embora a maioria dos pesquisados aparentemente prefiram a Toyota, a empresa tem uma vantagem entre os futuros motoristas (jovens entre 13 e 19 anos). A Toyota, no entanto, é a marca escolhida pela maioria dos grupos.

Pesquisas científicas exigem amostras representativas. No entanto, o estudo torna o questionamento interessante, e dada a sua fonte – um teste de simulador de direção – é provável que a apuração esteja certa entre aqueles que se tornarão motoristas em um futuro próximo.

Comentários
Topo