Negócios

Fortuna de Evan Spiegel cai US$ 1,2 bilhão após trimestre fraco do Snap

Evan Spiegel

Atualmente, patrimônio de Evan Spiegel é de US$ 3,8 bilhões (Getty Images)

Durante a dia de estreia das negociações do Snap na bolsa de valores de Nova York, em março, os investidores puderam acompanhar uma valorização de mais de 40% sobre a oferta pública inicial de US$ 17. No entanto, o primeiro relatório financeiro da empresa, divulgado no final da tarde de ontem (10), foi surpreendentemente negativo e desanimador para os acionistas da rede social de mensagens instantâneas.

RANKING GLOBAL: 20 maiores bilionários do mundo em 2017

No primeiro trimestre de 2017, o Snap – a empresa mãe do antigo Snapchat – registrou receita de US$ 149,6 milhões, 6% abaixo das expectativas dos analistas. A companhia também sofreu uma perda líquida de US$ 2,2 bilhões no período. Como resultado, as ações caíram 24%, uma perda de capitalização de mercado de US$ 6 bilhões.

Consequentemente, a fortuna dos fundadores do Snapchat Evan Spiegel e Bobby Murphy caiu quase US$ 1,2 bilhão cada. Agora, ambos contam com um patrimônio líquido estimado em US$ 3,8 bilhões, de acordo com o ranking em tempo real de FORBES dos bilionários do mundo.

LEIA TAMBÉM: 10 erros cometidos nas redes sociais que podem destruir o seu negócio

Murphy e Spiegel lançaram o Snapchat em 2011, quando o primeiro trabalhava com codificação para a empresa de softwares Revel Systems, e o segundo ainda estava em Stanford, onde a dupla se conheceu. (Um terceiro fundador, Reggie Brown, teria sido forçado a sair da companhia em 2011. Ele entrou com uma ação judicial onde pleiteia “mais de US$ 1 bilhão”, mas o acordo foi fechado em US$ 157,5 milhões em 2014.)

A gigante rede social, que encontrou rápida adesão e fácil acesso a mais de US$ 2 bilhões em fundos de capital de risco, está agora na mão de seus acionistas.

Comentários
Topo