Negócios

3 dicas de SEO para atrair consumidores para o seu site

As operações comerciais online já representam mais de 8% do total, e as previsões da eMarketer, empresa que fornece dados e pesquisas sobre o mundo digital, prevê que a América do Norte “verá um crescimento consistente de dois dígitos até 2020”. Enquanto isso, a expectativa é que as vendas online excedam US$ 4 trilhões ao redor do mundo. Uma pergunta, no entanto, deve ser respondida: como os consumidores vão encontrar os produtos que procuram em um universo lotado e em constante mudança? A resposta passa pela otimização dos sites (SEO, da sigla em inglês para Search Engine Optimization), que, longe de ser uma fórmula mágica, precisa ser feito da maneira correta e de acordo com as orientações do Google. O SEO trata de impulsionar para o topo dos resultados relevantes de pesquisa o que os consumidores estão procurando.

LEIA TAMBÉM: 7 livros essenciais sobre SEO que todos os empreendedores deveriam ler

Existem mais de 200 fatores envolvidos no algoritmos do Google e a maioria deles se relaciona com três áreas: estrutura técnica de website, SEO on-page (dentro do site da empresa) e SEO off-page (fora do site). Com o objetivo de ficar bem classificado em uma pesquisa no Google, é preciso não apenas prestar atenção a estes fatores, mas manter seu site em dia de acordo com as atualizações do gigante de buscas. Esta não é uma tarefa fácil, mas se construir uma rotina diária de manutenção do seu website, será possível se manter relevante enquanto maximiza visibilidade e vendas.

Veja, a seguir, 3 dicas de SEO para atrair consumidores:

  • 1. Configuração da estrutura técnica do website

    O primeiro passo para uma estratégia de e-commerce bem-sucedida é um website bem projetado, com conteúdo forte e uma boa interface com o usuário. Este processo precisa começar no desenvolvendo da estrutura do site e é um dos aspectos mais cruciais da performance do SEO. O objetivo principal é criar uma ótima experiência de usuário. Isso significa uma fácil navegação pelo site e menus que seguem uma sequência lógica. Uma boa ideia é ter um grupo focal para testar o site antes do lançamento, recolhendo feedbacks sobre o que os usuários acharam intuitivo no layout e o que acharam confuso. Isso pode ajudar a melhorar a posição nos rankings de busca e a reduzir as taxas de rejeição no futuro, uma vez que a estrutura do site não é algo que será trocado com frequência quando ele estiver no ar. Algumas das coisas mais importantes para ter em mente durante o planejamento da estrutura do site são:

    – Mantenha uma navegação simples, não complique muito a maneira de como o usuário vai do ponto A ao ponto B;

    – Mantenha o menor número de opções na sua barra de menu – de preferência menos do que sete. É melhor ter as funções principais do site na sua barra principal do menu com sub categorias relevantes. Tudo o que você considerar colocar na sua barra de menu que não é uma função principal do site pode ser colocado na parte inferior da página. Sempre pense nisso a partir do ponto de vista do usuário. Você pode, por exemplo, amar exibir a cobertura da imprensa que sua empresa recebeu, mas se você tem um site de e-commerce, o consumidor realmente precisa ver essa página na barra do menu principal? Provavelmente não;

    – Mantenha palavras-chave relevantes em mente quando nomear as opções da barra de menu. Por exemplo: identifique se os seus usuários são mais propensos a procurarem pelo termo “boutique” ou “loja”, “eletrônicos” ou “tecnologia” etc. Selecione as palavras que vão ajudar a conseguir o maior tráfego para seu site e não simplesmente as que você prefere;

    – Certifique-se de que o palavreado utilizado na barra do menu é o mesmo das URLs correspondentes.

  • 2. Otimização do conteúdo on-page

    Consiste em todas as medidas que são possíveis de serem tomadas dentro do site para comunicar sobre o que ele trata. A iniciativa impacta diretamente nas palavras-chave ou frases que o site ranqueia e em sua posição na classificação da pesquisa. Os principais aspectos a serem levadas em consideração são:

    – Use palavras-chave relevantes em cada página do seu site. Explore a pesquisa dos termos antes de selecionar os que você deseja para otimizar o site;

    – Certifique-se de que o site está inteiramente adequado para todos os dispositivos mobile;

    – Inclua links úteis tanto internos quanto externos. Os internos devem melhorar a experiência do usuário, enquanto os externos devem ser úteis e levarem apenas para sites de confiança;

    – Garanta que o site carregue rapidamente. É possível checar a velocidade por meio de ferramentas como o Pingdom;

    – Otimize as imagens do site ao fazer o upload do tamanho correto;

    – Atualize o site regularmente. Esta ação manda um sinal para o Google de que ele não está estagnado. Uma ótima maneira de fazer isso é ter um blog;

    – Tenha um certificado SSL (padrão global em tecnologia de segurança), para que informações de cartões de crédito e de log in fiquem seguras.

  • 3. Otimização off-page

    Off-page diz respeito à confiabilidade e popularidade do site – e também é o fator principal para descobrir quão bem ele está classificado nos resultados de busca. Uma maneira de melhorar essa colocação é conseguir que publicações relevantes tenham engajamento com as suas mídias sociais e ganhar links de blogueiros e especialistas do seu negócio.

    Dan Sevigny, CEO de Spooky Digital, empresa de tecnologia e marketing, descreve como o SEO on-page e off-page andam de mãos dadas. “Fazer apenas o SEO on-page é como ter um carro sem gasolina. Investir apenas no SEO off-page é como colocar combustível em um carro quebrado. Ambos são igualmente importantes, não é possível ter um sem o outro. Sem uma base forte, os esforços off-page serão quase que inteiramente desperdiçados.”

    O objetivo da presença online não deveria ser colocar a maior quantidade possível de mercadorias na frente do consumidor, mas mostrar a eles de forma eficiente e fácil aquelas que mais se encaixam no que ele está procurando.

1. Configuração da estrutura técnica do website

O primeiro passo para uma estratégia de e-commerce bem-sucedida é um website bem projetado, com conteúdo forte e uma boa interface com o usuário. Este processo precisa começar no desenvolvendo da estrutura do site e é um dos aspectos mais cruciais da performance do SEO. O objetivo principal é criar uma ótima experiência de usuário. Isso significa uma fácil navegação pelo site e menus que seguem uma sequência lógica. Uma boa ideia é ter um grupo focal para testar o site antes do lançamento, recolhendo feedbacks sobre o que os usuários acharam intuitivo no layout e o que acharam confuso. Isso pode ajudar a melhorar a posição nos rankings de busca e a reduzir as taxas de rejeição no futuro, uma vez que a estrutura do site não é algo que será trocado com frequência quando ele estiver no ar. Algumas das coisas mais importantes para ter em mente durante o planejamento da estrutura do site são:

– Mantenha uma navegação simples, não complique muito a maneira de como o usuário vai do ponto A ao ponto B;

– Mantenha o menor número de opções na sua barra de menu – de preferência menos do que sete. É melhor ter as funções principais do site na sua barra principal do menu com sub categorias relevantes. Tudo o que você considerar colocar na sua barra de menu que não é uma função principal do site pode ser colocado na parte inferior da página. Sempre pense nisso a partir do ponto de vista do usuário. Você pode, por exemplo, amar exibir a cobertura da imprensa que sua empresa recebeu, mas se você tem um site de e-commerce, o consumidor realmente precisa ver essa página na barra do menu principal? Provavelmente não;

– Mantenha palavras-chave relevantes em mente quando nomear as opções da barra de menu. Por exemplo: identifique se os seus usuários são mais propensos a procurarem pelo termo “boutique” ou “loja”, “eletrônicos” ou “tecnologia” etc. Selecione as palavras que vão ajudar a conseguir o maior tráfego para seu site e não simplesmente as que você prefere;

– Certifique-se de que o palavreado utilizado na barra do menu é o mesmo das URLs correspondentes.

Comentários
Topo