Negócios

Acionistas da Vale aprovam acordo histórico que pulveriza controle

(Reuters)

Mudança pode representar um marco no Brasil (Reuters)

Os acionistas da mineradora brasileira Vale aprovaram em Assembleia Geral Extraordinária (AGE), nesta terça-feira (27), um plano para pulverizar o controle da empresa, maior produtora global de minério de ferro, em um passo histórico que visa aumentar a transparência e a governança.

VEJA TAMBÉM: Vale vende ativos de fertilizantes para Mosaic por US$ 2,5 bi

Na reunião que teve fim no início da tarde, os acionistas minoritários apoiaram o plano apresentado em 20 de fevereiro pelos controladores, agrupados sob a holding Valepar, e aprovaram todos o sete itens previstos na pauta, segundo informou a Vale em um comunicado.

Entre os itens, a assembleia aprovou a conversão voluntária de ações preferenciais classe “A” de emissão da Vale em ações ordinárias, na relação de 0,9342 ação ordinária por cada ação preferencial e incorporação da Valepar pela Vale.

LEIA MAIS: Vale prevê reduzir investimentos para US$4,5 bi em 2017

Também aprovou alterações no Estatuto Social da Vale para adequá-lo às regras do segmento especial de listagem da B3 (antiga BM&FBovespa), entre outros pontos importantes.

“A conversão voluntária (das ações) foi aprovada com 78 por cento de votos favoráveis, o que compreende 95% dos votos das ações ordinárias e 68% dos votos das ações preferenciais”, afirmou a Vale.

E MAIS: Vale fecha 2016 com lucro de R$ 13,3 bilhões com menores baixas contábeis

As ações preferenciais da mineradora operavam em alta de 3,2% às 14h25, enquanto as ordinárias avançavam 3,57% e o Ibovespa caía 0,35% no mesmo horário.

A Vale, no entanto, ponderou que a eficácia da aprovação dos itens está condicionada a que, no prazo de 45 dias, verifique-se a adesão de pelo menos 54,09% das ações preferenciais classe “A” à conversão voluntária.

VEJA TAMBÉM: Vale retoma procura por comprador para ativos de fertilizantes em Cubatão, dizem fontes

Os procedimentos necessários a serem adotadas pelos acionistas e pelos detentores de ADSs para solicitar a conversão, segundo a empresa, serão detalhados em um documento que será publicado mais tarde nesta terça-feira.

Segundo a assessoria de imprensa da Vale, o presidente da companhia, Fabio Schvartsman, afirmou a participantes da assembleia que o resultado na reunião foi ótimo, que uma primeira etapa foi vencida e que ele está otimista em relação aos próximos passos.

A mudança pode representar um marco no Brasil, ao manter a companhia, que no passado foi estatal, mais longe de interferências governamentais.

(Com Reuters)

Comentários
Topo