Negócios

BNDESPar pede assembleia para discutir saída da família Batista da JBS

Getty Images

“O ideal é que a companhia esteja completamente profissionalizada”, disse o presidente do BNDES (Getty Images)

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Paulo Rabello de Castro, confirmou nesta segunda-feira (26) que o BNDESPar, braço de participações do grupo, pediu a convocação de assembleia extraordinária de acionistas (AGE) da JBS para discutir a eventual saída de membros da família controladora Batista da gestão da empresa. “O ideal é que a companhia esteja completamente profissionalizada”, disse Castro a jornalistas após lançar um portal do BNDES para empréstimos a micro e pequenas empresas em evento em São Paulo.

LEIA MAIS: BNDESPar pede assembleia para votar saída da família Batista da JBS

Na última quinta-feira (22), a Reuters publicou, citando fontes, que o BNDESPar havia pedido convocação de AGE para discutir o afastamento definitivo da família Batista da direção e do conselho de administração da empresa.

Em maio, os irmãos Joesley e Wesley Batista renunciaram aos postos de presidente e vice-presidente do conselho da JBS, após formalização de acordos de delação premiada de executivos da J&F com o Ministério Público. Além disso, a controladora J&F, que detém cerca de 42% da JBS, fechou acordo de leniência, com pagamento de multa recorde de R$ 10,3 bilhões.

Wesley foi substituído por seu pai, José Batista, na vice-presidência do conselho, e seguiu como membro do colegiado e como presidente-executivo da companhia.

Para Castro, o pedido de AGE não é uma perseguição pessoal, mas o dever de um acionista de defender seus interesses na companhia. A BNDESPar tem 21,3% da JBS.

VEJA TAMBÉM: AGU pede bloqueio imediato de bens da JBS e de sócios da empresa

Desde a véspera da deflagração da operação Carne Fraca da Polícia Federal, que investiga uma esquema em corrupção envolvendo frigoríficos com fiscais agropecuários, no dia 17 de março até a sexta-feira passada, as ações da JBS já caíram 47,6%. No mesmo período, o Ibovespa recuou 7,1%.

Nesta segunda, a ação da empresa recuava 1,60% às 15h57, enquanto o Ibovespa avançava 1,85%.

De acordo com o presidente do BNDES, o encontro pedido pela BNDESPar e outros minoritários busca avaliar como a maior processadora de carnes do mundo está enfrentando o cenário atual de crise de crédito e tomando as medidas para aumentar a profissionalização da empresa. “Queremos uma requalificação na diretoria e no conselho de administração da companhia”, disse Castro. “Manter o valor da companhia é nossa obsessão e todas as medidas para conseguir isso serão tomadas.”

Ele adicionou que ainda não há uma data prevista para a AGE, que pode acontecer nas próximas semanas.

(Com Reuters)

Comentários
Topo