Negócios

Cade aprova sem restrições acordo entre InterCement e LafargeHolcim

iStock

Acordo permite que InterCement e LafargeHolcim, maior produtora de cimento do mundo, otimizem recursos e racionalizem gastos (iStock)

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou sem restrições acordo entre a InterCement, do grupo Camargo Corrêa, e a franco-suíça LafargeHolcim para fornecimento mútuo de cimento não pulverizado, denominado clinquer, segundo despacho da superintendência da autarquia publicado no Diário Oficial da União desta sexta-feira (30).

LEIA MAIS: Como dois bilionários brasileiros alcançaram bons resultados na crise

As duas empresas assinaram em 7 de junho um memorando de entendimento, “aproveitando a ociosidade dos seus fornos e reduzindo os custos logísticos no fornecimento de insumos e na comercialização de seus produtos”, conforme parecer divulgado no site do Cade.

O acordo permite que InterCement e LafargeHolcim, maior produtora de cimento do mundo, otimizem recursos e racionalizem gastos em meio à demanda mais fraca por parte da indústria de construção civil, uma das mais afetadas pelo conturbado cenário político-econômico do país.

Em maio, as vendas de cimento no Brasil encolheram 5,5% ante igual período de 2016, para 4,5 milhões de toneladas, de acordo com dados da entidade que representa o setor, a Snic. Nos cinco primeiros meses do ano, a queda foi de 8,9%, com 21,6 milhões de toneladas comercializadas.

No parecer, o Cade destaca que o contrato de fornecimento é de natureza não exclusiva e tem prazo de duração reduzido. Além disso, “os volumes de produção e as características envolvidas na operação não suscitam preocupações concorrenciais”, de acordo com o documento.

Comentários
Topo