Negócios

Conheça a jovem que economizou quase US$ 100.000 por conta própria

Reprodução/Forbes

Robyn Bri (Reprodução/Forbes)

Qual é a soma de suas economias? Em 2015, o GAO (Government Accountability Office, entidade responsável pela auditoria, avaliação e investigação do Congresso norte-americano) divulgou que 70% das pessoas na faixa entre 55 e 64 anos economizaram menos de US$ 100.000. Mas Robyn Bri, uma jovem de apenas 18 anos que acabou de se formar no ensino médio em Marin, na Califórnia, está no caminho para superar essa média. Ela economizou mais de US$ 85.000 trabalhando em empregos temporários desde os 8 anos.

LEIA TAMBÉM: Colombiana transforma paixão por sorvetes em negócio de sucesso

Como ela conseguiu isso? Robyn deve ter sido uma criança extraordinária. Aos 8 anos, ela percebeu que seus pais estavam se esforçando para sustentar a ela e a seus irmãos. Decidiu, então, começar a ganhar seu próprio dinheiro cuidando de gatos e passeando com os cachorros dos vizinhos. Conforme foi ficando mais velha, passou a trabalhar como babá e, por fim, conseguiu um emprego como garçonete em uma lanchonete local. “Ganhar dinheiro me fez perceber seu valor”, diz a jovem. “Ele não teria rendido tanto se fosse simplesmente me dado.”

“Ganhar dinheiro me fez perceber seu valor”, diz a jovem

Enquanto muitas pessoas na idade de Robyn estão apenas começando a administrar seu próprio dinheiro, ela já está lidando com suas finanças como uma profissional. A garota tem uma conta corrente para gastos diários, uma conta-poupança de alto rendimento e duas contas de investimento com a Merrill Edge. Ela também utiliza um cartão de crédito para ganhar recompensas – mas paga a conta todo o mês. Apesar de comprar sua própria comida, pagar a conta do seu celular e arcar com as despesas do carro, ela é muito econômica quando se trata de gastos fúteis em coisas como roupas e entretenimento.

VEJA MAIS: 9 péssimos hábitos financeiros que você pode e deve abandonar

E engana-se quem pensa que, com essa conduta, a jovem não participe de atividades extracurriculares – ela gasta de três a cinco horas como voluntária no departamento de programas de uma casa de repouso, onde começou um para ajudar os residentes a aprenderem a usar novas tecnologias.

Uma pesquisa de 2016 com estudantes da College Savings Foundation (organização não governamental que ajuda pessoas a pagarem seus próprios estudos) descobriu que apenas 32% dos estudantes de ensino médio tem mais de US$ 5.000 guardados para a faculdade. Robyn tem muito mais do que isso, mas não precisará usar esse dinheiro para seus estudos. Ela recebeu uma bolsa integral na Universidade George Washington. Suas economias servirão para comprar uma casa próxima à escola e alugá-la depois da formatura. Se tudo correr como planejado, será a primeira das muitas propriedades que ela pretende acumular.

E MAIS: Jovem de 23 anos revoluciona a indústria das unhas postiças

Robyn tem um talento natural para economizar dinheiro e fazer movimentos financeiros inteligentes, então é certo que ela alcançará qualquer objetivo que estabelecer.

Comentários
Topo