Negócios

Demanda por voos domésticos da Azul cresce 14,3% em maio

Getty Images

Azul teve elevação de 15,1% na oferta de assentos em maio (Getty Images)

As companhias aéreas Gol e Azul divulgaram nesta segunda-feira (12/06) dados divergentes sobre desempenho de tráfego no mercado doméstico em maio, com a segunda mostrando forte crescimento na demanda e na oferta de voos.

LEIA MAIS: IPO consolida fundador da Azul como bilionário em dólar

A Azul reportou alta de 14,3% na demanda por voos domésticos em maio ante igual mês do ano passado, com elevação de 15,1% na oferta de assentos.

No caso da Gol, líder no mercado doméstico de transporte aéreo de passageiros, a demanda caiu 1,9% e oferta recuou 3,2%.

Desse modo, a taxa de ocupação nos voos da Azul, terceira maior aérea no mercado doméstico, cedeu 0,5% em maio, para 78%, enquanto, na Gol, melhorou para 76,9%, elevação de 1,1%.

Os dados do sistema total da Azul, que incluem voos nacionais e internacionais, mostraram alta de 20,4% na demanda em maio e elevação de 20% na oferta, com aumento de 0,2% na taxa de ocupação total, para 79,8%.

RANKING: 10 melhores companhias aéreas do mundo

No caso da Gol, também considerando o total, houve queda de 2,4% na demanda e declínio de 4,6% na oferta, levando a taxa de ocupação para 76,6%, acréscimo de 1,7%.

Analistas de mercado destacaram em relatórios recentes que o modelo de negócios da Azul, com crescimento por meio do desenvolvimento de novos mercados e forte exposição regional, a coloca em uma forte posição competitiva.

Considerando apenas os números internacionais, a demanda da Azul subiu 59,7% no mês passado e a oferta teve alta de 55,4%, com a taxa de ocupação chegando a 89,6%, 2,4% acima do nível observado em maio de 2016.

Nesse quesito, a Gol viu a demanda recuar 6,6% e a oferta ceder 14,5%, o que resultou em um aumento de 6,3% na taxa de ocupação das aeronaves, para 73,9%.

(Por Paula Arend Laier, com reportagem adicional e edição de Gabriela Mello)

Comentários
Topo