Negócios

Google deve receber multa recorde de órgão antitruste da UE já na terça-feira

iStock

Maior pena já aplicada até hoje foi para a Intel e chegou a US$ 1,06 bilhão em 2009 (iStock)

Os reguladores antitruste da União Europeia provavelmente vão aplicar já na terça-feira (27) uma multa recorde contra o Google, da Alphabet, por causa de seu serviço de compras, disseram duas pessoas familiarizadas com o assunto na segunda-feira (26), concluindo um dos três casos contra a empresa.

LEIA MAIS: Google luta contra as fake news que aparecem em seus resultados de busca

O caso da Comissão Europeia foi desencadeado por várias reclamações de rivais europeias e dos Estados Unidos, levando a uma investigação de sete anos contra a mais popular ferramenta de busca na internet do mundo.

A autoridade de defesa da concorrência da UE acusou o Google em abril de 2015 de distorcer os resultados de busca na internet para favorecer seu serviço de compras, prejudicando os rivais e os consumidores. A Comissão não quis comentar. O Google, por sua vez, disse: “Continuamos nos engajando de forma construtiva com a Comissão Europeia e acreditamos firmemente que nossas inovações em compras online foram benéficas para compradores, varejistas e concorrentes”.

VEJA TAMBÉM: Google endurece medidas para remover conteúdo extremista do YouTube

A empresa disse que os reguladores ignoraram a concorrência dos varejistas online Amazon e eBay.

A Reuters informou com exclusividade em 1º de junho que o órgão de concorrência da UE podia impor sanção ao Google antes das férias de verão no hemisfério norte, em agosto.

E MAIS: Fábio Coelho afirma que Brasil é um dos principais mercados para a Google

As empresas consideradas culpadas de infringir as regras antitruste da UE podem ser multadas em até 10% do seu faturamento global, o que no caso do Google poderia chegar a cerca de US$ 9 bilhões com base na receita de 2016, mas não se espera que a multa atinja esse nível. A maior penalidade aplicada até o momento foi de US$ 1,06 bilhão contra a fabricante de chips Intel, em 2009.

Além da multa, a Comissão vai exigir ao Google que interrompa as supostas práticas anticoncorrenciais. Contudo, ainda não está claro quais medidas serão adotadas para garantir que os rivais recebam o mesmo tratamento nos resultados de busca de compras na internet.

(Com Reuters)

Comentários
Topo