Negócios

5 dicas de negócios da professora que criou um lucrativo blog de casamentos

Ao mesmo tempo em que planejava seu casamento – algo rústico no estado do Wisconsin -, Maggie Lord foi se dando conta do quão difícil era mostrar para os fornecedores os detalhes das coisas que imaginava. Em uma época anterior ao Pinterest, o método mais fácil era arrancar as páginas das revistas de casamento e usá-las como referência.

VEJA MAIS: 5 ingredientes secretos de empreendedoras bem-sucedidas

Maggie, então uma professora de ciências do ensino médio, percebeu que deveria existir uma maneira melhor de as pessoas mostrarem o que queriam em suas cerimônias de enlace e decidiu criar seu próprio blog sobre casamentos rústicos. “Se eu dedicar algum tempo a isso, eu posso transformá-lo em um negócio”, ela pensou.

Nove anos se passaram desde aquela decisão e, hoje, Maggie é mãe de dois – em breve, três – filhos e, de Fairfield, em Connecticut, administra o blog “Rustic Wedding Chic” em tempo integral. Apesar da crescente competição de sites rivais que foram surgindo desde então, seu negócio gera aproximadamente US$ 400.000 por ano em receita, segundo a empreendedora.

LEIA TAMBÉM: Empreendedora une design e serviços de hospedagem na Califórnia

A história de Maggie oferece uma perspectiva interessante pelo tamanho da transformação: de professora de ciências a empreendedora digital.

Veja, a seguir, 5 dicas da empreendedora que podem ajudá-lo a começar um novo negócio:

  • 1. Confie nos seus instintos

    Apesar dos casamentos rústicos – mas elegantes – parecerem um nicho de mercado muito pequeno, Maggie sabia, a partir de sua experiência pessoal e de pesquisas de mercado, que muitos casais se interessavam pelo estilo – e estavam ávidos por ideias criativas. Ela decidiu investir nisso, aprendeu a mexer na ferramenta WordPress e, em pouco tempo, começou a publicar, no conforto do seu lar, nos momentos em que não estava trabalhando. “No começo, só existiam alguns blogs”, lembra. “Nós éramos um dos únicos especializados neste estilo rústico e country.”

    Como foi persistente, Maggie começou a atrair um número crescente de leitores – e de anunciantes. No começo, os anúncios eram principalmente de pequenos fornecedores. As oportunidades de gerar renda se expandiram conforme ela mantinha um fluxo constante de conteúdo e construía seguidores fiéis. “Ao mesmo tempo em que nosso público aumentava, nós conseguíamos nos mover um pouco diferente do mercado, onde existiam empresas maiores com anúncios maiores”, ela afirma. Hoje, ela também tem no blog conteúdos patrocinados – uma área que cresce rapidamente.

  • 2. Tenha comprometimento total

    Um ano depois de começar seu blog, em 2008, Maggie achou que era o momento certo para deixar sua carreira como professora. “Eu decidi, logo no início, que este não seria um projeto secundário”, ela afirma.

    Como estava dando aulas em uma escola paroquial muito pequena, a renda que ela precisava para substituir o que ganhava era modesta. “Este era um fator positivo. Eu sabia que poderia deixar meu emprego e, provavelmente, conseguir o mesmo salário com o blog.”

    Entretanto, Maggie levou o blog tão a sério quanto seu emprego na escola desde o começo. Para trabalhar de maneira autônoma pelos primeiros seis anos, ela teve de permanecer inteiramente focada. “É fácil imaginar que você vai passar o dia todo trabalhando de pijama, mas esta não é a receita para o sucesso.”

  • 3. Procure por parcerias criativas

    Quando conseguiu consolidar a ideia e começou a administrar seu negócio, Maggie percebeu que precisava de um fluxo constante de trabalhos. Ela começou a mandar emails para fotógrafos de casamento e perguntar se eles tinham imagens de cerimônias rústicas e, em caso de resposta afirmativa, pedia que compartilhassem com ela. “Me ocorreu que estes casamentos estavam acontecendo, mas as imagens não chegavam ao público”, afirma.

  • 4. Construa a partir do que está funcionando

    Com o seu público em uma busca constante por novos locais e produtos de casamento, Maggie decidiu publicar um guia em 2013. O projeto decolou rapidamente, quando mais de 5.000 fornecedores se inscreveram. Naquele momento, Maggie alcançou um ponto em que tinha superado a dependência de freelancers e prestadores de serviços e contratou um funcionário para supervisionar o guia e cuidar dos fornecedores. “É um site que passa por uma forte curadoria”, afirma.

  • 5. Envolva sua família

    Em vez de tentar segmentar sua vida, Maggie procurou oportunidades para envolver seus filhos, de dois e seis anos, no trabalho. “Nós temos uma nova linha de papelaria saindo”, ela afirma. “Toda vez que precisamos fazer novas artes, conversamos sobre isso na mesa de jantar. Eu acho muito divertido.”

    Para esta ex-professora de ciências, a oportunidade de ensinar seus filhos sobre empreendedorismo é uma das principais vantagens de ser uma profissional autônoma. “Quando eu tenho de estar em Manhattan, no centro de convenções Javits Center, eles realmente entendem que eu preciso ir”, ela afirma. “Isso acontece porque eles estão envolvidos no processo.”

1. Confie nos seus instintos

Apesar dos casamentos rústicos – mas elegantes – parecerem um nicho de mercado muito pequeno, Maggie sabia, a partir de sua experiência pessoal e de pesquisas de mercado, que muitos casais se interessavam pelo estilo – e estavam ávidos por ideias criativas. Ela decidiu investir nisso, aprendeu a mexer na ferramenta WordPress e, em pouco tempo, começou a publicar, no conforto do seu lar, nos momentos em que não estava trabalhando. “No começo, só existiam alguns blogs”, lembra. “Nós éramos um dos únicos especializados neste estilo rústico e country.”

Como foi persistente, Maggie começou a atrair um número crescente de leitores – e de anunciantes. No começo, os anúncios eram principalmente de pequenos fornecedores. As oportunidades de gerar renda se expandiram conforme ela mantinha um fluxo constante de conteúdo e construía seguidores fiéis. “Ao mesmo tempo em que nosso público aumentava, nós conseguíamos nos mover um pouco diferente do mercado, onde existiam empresas maiores com anúncios maiores”, ela afirma. Hoje, ela também tem no blog conteúdos patrocinados – uma área que cresce rapidamente.

Comentários
Topo