Negócios

5 ingredientes secretos de empreendedoras bem-sucedidas

Com o recente tumulto envolvendo a cultura organizacional da Uber e as reclamações de um ambiente de negócios difícil para mulheres no Vale do Silício, torna-se cada vez mais importante olhar para as profissionais do sexo feminino que tornaram-se empreendedoras e construíram empresas de sucesso.

RANKING: 20 mulheres mais ricas do mundo em 2017

Um ponto interessante é que estas mulheres, quando relembram suas trajetórias, não costumam mencionar obstáculos de gênero – elas simplesmente descrevem como criaram negócios bem-sucedidos onde elas e eles podem trabalhar juntos para fazer com que ideias inovadoras de negócio possam prosperar.

O que essas empreendedoras de sucesso podem nos ensinar a respeito de suas culturas de negócios, que funcionam tão bem? Como as lições que aprenderam podem ajudar outras mulheres a construir negócios melhores? Como Lisa Tomasi escreveu no portal “PositivityDaily”, elas parecem ter um “ingrediente secreto” para manter-se positivas e espalhar essa característica em suas organizações.

Atualmente, milhões de mulheres trabalham, e a tendência é que esse número aumente cada vez mais. Desde a recessão de 2008, e talvez até antes, as mulheres têm transformado a força de trabalho dos Estados Unidos (e essa força também as transformou). Dados do instituto de pesquisa PEW Research Center sugerem que as mulheres correspondem hoje a quase metade (47%) da força de trabalho norte-americana. Além disso, a taxa de empregabilidade entre mulheres casadas e com filhos cresceu de 37% em 1968 para 65% em 2011. Em 2012, 32% das mulheres com este perfil declararam que seu ideal seria trabalhar em tempo integral – contra 20% em 2007. As que preferem não trabalhar, no entanto, eram apenas 20% (9% a menos do que em 2007).

LEIA MAIS: Como Alex Clark transformou US$ 32 mil em um fenômeno do chocolate

Por sua vez, o The 2016 State of Women-Owned Businesses Report, relatório produzido pela American Express, informa que há, atualmente, cerca de 11,3 milhões de negócios cujas proprietárias são mulheres nos EUA, que empregam quase 9 milhões de pessoas e geram mais de US$ 1,6 trilhão em receita. O número de negócios deste tipo cresceu 45% entre 2007 e 2016, o que é impressionante se comparado ao crescimento de 9% no número de negócios no geral.

Esse crescimento certamente não é aleatório. Quando as mulheres criam empresas, elas não imitam os homens – elas têm seu próprio estilo de construir negócios, equipes e resultados melhores: o “ingrediente secreto”.

Veja, na galeria de fotos, os 5 ingredientes secretos das mulheres empreendedoras:

  • Pensar sobre a cultura que deseja construir

    Construa, intencionalmente, uma empresa e a sua cultura de maneira premeditada. Saiba exatamente que tipo de companhia você quer criar. Uma das mulheres entrevistadas por FORBES teve de construir ou reconstruir muitas empresas no setor de recrutamento, e enfatiza a importância de dar poder a sua equipe para que ela seja autônoma mas, ao mesmo tempo, estabelecer processos e regras para administrar sua liberdade.

  • Construir de fora para dentro

    Um tema consistente tem sido a importância de manter-se focado no consumidor. Outra CEO ouvida encontrou um problema entre pais que tentavam administrar a regulamentação financeira associada à contratação de babás. Então, ela pensou em maneiras de ajudá-los a fazer isso de forma mais fácil e eficiente. Acabou construindo uma empresa de US$ 10 milhões com 10 mil clientes e 50 funcionários.

  • Criar um ambiente de trabalho equilibrado

    Entenda que as mulheres precisam de um ambiente de trabalho equilibrado (os homens também). Estas CEOs perceberam que as mulheres querem trabalhar duro e ver resultados, mas também precisam de independência para administrar suas casas, famílias e inúmeros outros compromissos para ter uma vida que faça sentido.

  • Focar em treinamento e desenvolvimento

    Treinamento e desenvolvimento são primordiais para empresas bem-sucedidas. Cada uma das empreendedoras entrevistadas acredita em aprendizado de longo prazo – para elas mesmas e suas empresas. De coaching de desenvolvimento pessoal a treinamentos profissionais, elas abraçaram a mudança e asseguraram-se de que seu time esteja preparado para se adaptar a qualquer mudança.

  • Atenção à cultura de trabalho

    Resultados finais são o produto de uma excelente cultura de negócios. Para essas líderes, a lucratividade vem de uma cultura que equilibra empoderamento e inovação com processos e controles. Elas entenderam como construir equipes eficientes e promover desenvolvimento pessoal ao mesmo tempo em que competem assertivamente em seu setor de mercado.

Pensar sobre a cultura que deseja construir

Construa, intencionalmente, uma empresa e a sua cultura de maneira premeditada. Saiba exatamente que tipo de companhia você quer criar. Uma das mulheres entrevistadas por FORBES teve de construir ou reconstruir muitas empresas no setor de recrutamento, e enfatiza a importância de dar poder a sua equipe para que ela seja autônoma mas, ao mesmo tempo, estabelecer processos e regras para administrar sua liberdade.

Comentários
Topo