Negócios

Berkshire Hathaway estuda investir até US$ 20 bi na Sprint

Getty Images

As ações da Sprint fecharam em alta de 4,3% nesta sexta-feira (Getty Images)

Warren Buffett, da Berkshire Hathaway, e John Malone, da Liberty Media, estão explorando um investimento entre US$ 10 e US$ 20 bilhões na operadora de telefonia móvel Sprint, disseram pessoas familiarizadas com o assunto.

LEIA MAIS: Buffett doa US$ 3,17 bilhões a cinco fundações, incluindo a de Bill Gates

O presidente-executivo do SoftBank Group, Masayoshi Son, que controla a Sprint, encontrou-se com Buffett e Malone separadamente esta semana em um evento anual de presidentes-executivos de empresas de mídia em Sun Valley, estado norte-americano de Idaho, disseram fontes nesta sexta-feira (14), confirmando informações anteriores divulgadas pelo “Wall Street Journal”. O presidente da Sprint, Marcelo Claure, também participou.

As ações da Sprint fecharam em alta de 4,3% nesta sexta-feira, cotadas a US$ 8,55, com valor de mercado a US$ 32,75 bilhões.

A Berkshire Hathaway está considerando um investimento de até US$ 20 bilhões na Sprint, ao passo que o montante considerado pela Liberty ainda não é conhecido, segundo fontes. As conversas estão em estágios iniciais, sem garantia de fechamento, acrescentaram.

VEJA TAMBÉM: Sprint compra 33% das ações do Tidal

Fontes disseram no mês passado que a Sprint entrou em um período de dois meses para negociar exclusivamente com a Charter Communications, de Malone, e a Comcast, colocando em modo de espera suas conversas de fusão com a T-Mobile US até o final de julho.

Ao contrário de Malone, o presidente-executivo da Comcast, Brian Roberts, mostrou pouco interesse em investir na Sprint, disseram as fontes.

A Sprint e o SoftBank não quiseram comentar. Berkshire Hathaway e Liberty Media não responderam aos pedidos de comentários.

Comentários
Topo