Negócios

Empresa de Jessica Alba chega a acordo na justiça

Getty Images

Jessica Alba não foi indicada como ré na ação (Getty Images)

A Honest Co vai levantar um fundo de US$ 7,35 milhões para indenizar compradores que disseram que o site cofundado pela atriz Jessica Alba rotulou fraudulentamente como naturais, feitos com plantas ou livres de produtos químicos dezenas de produtos para casa e de cuidados pessoais.

LEIA MAIS: 4 dicas de Jessica Alba para empreendedores

O fundo é parte do segundo acordo da Honest neste mês em ações de litígio coletivas, que foram preenchidas nesta sexta-feira (30) em um tribunal federal em Manhattan e necessitam de aprovação de um juiz.

Compradores acusaram a Honest de comercializar sais de banho, creme dental infantil, limpadores de chão, sabão para roupas, sabão em barra e outros itens com superlativos como “sem químicos agressivos (nunca!)”, mesmo que os produtos tivessem ingredientes sintéticos e tóxicos.

Sob o acordo, compradores vão receber um pagamento de US$ 2,50 ou crédito por produto elegível, até um máximo de 10 nos casos em que não houver prova de compras e sem máximo caso existam provas.

VEJA TAMBÉM: 50 celebridades mais bem pagas do mundo em 2017

A companhia já concordou em alterar as embalagens de produtos.

A Honest negou qualquer ato irregular e, em comunicado, informou que entrou em acordo para limitar o custo e distração do processo. “Este acordo não altera de maneira alguma o fato de que nossas práticas publicitárias são inteiramente apropriadas e iremos continuar anunciando produtos como ‘naturais’”, informou a Honest.

Jessica Alba não foi indicada como ré.

Comentários
Topo