Negócios

IPO do Carrefour no Brasil pode ser precificado no piso da faixa indicativa

iStock

O Carrefour e os acionistas esperam levantar até R$ 5,6 bilhões (iStock)

A oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) das operações do Grupo Carrefour no Brasil pode ser precificada no piso da faixa indicativa nesta terça-feira (18), refletindo preocupações sobre a avaliação da maior rede de supermercados do país, disseram três pessoas familiarizadas com o assunto.

LEIA MAIS: Casino manterá estratégia do GPA após IPO de Carrefour no Brasil

Na noite de segunda-feira (17), a demanda dos investidores atingia menos de duas vezes o total de ações ofertadas no IPO, baseada no piso de R$ 15 por ação, contaram as fontes, que pediram anonimato para discutir a operação livremente.

O Carrefour e os acionistas esperam levantar até R$ 5,6 bilhões, se o IPO for precificado no teto da faixa indicativa, ou R$ 19 por ação ordinária.

Procurado, o Carrefour não comentou.

Já a oferta inicial da Biotoscana, um grupo farmacêutico com sede na Colômbia, atraía uma demanda de três vezes o total de ações ofertadas, ao preço médio da faixa indicativa de R$ 24,50 a R$ 28,50, acrescentaram duas das fontes.

Comentários
Topo