Negócios

Michael Kors compra Jimmy Choo por US$ 1,2 bilhão

Marca de sapatos inglesa têm clientela estrelada (Foto: iStock)

A grife norte-americana Michael Kors acaba de adquirir a marca inglesa de calçados Jimmy Choo por US$ 1,2 bilhão, o equivalente a mais de R$ 3 bilhões. Cada ação foi comprada por US$ 299.

LEIA MAIS: Como os Millennials vão reformular o mercado de luxo

A operação faz parte da estratégia da empresa de crescer em um cenário competitivo, especialmente nos Estados Unidos, onde o volume de compras vem caindo, principalmente no setor de luxo acessível (no qual a Michael Kors está inserida).

A Michael Kors não tem enfrentado um cenário positivo nos últimos tempos: as vendas caíram 11% no último quadrimestre e cerca de uma centena de seus pontos de venda estão fechando as portas. Algumas das estratégias adotadas até então foram a renovação de 100 lojas e a aposta em designs mais atuais, assim como a intenção de diminuir o número de produtos para vendas em outlets.

As duas marcas trabalham com públicos diferentes: enquanto a Michael Kors é presença constante em outlets, onde os acessórios custam por volta de US$ 70, a Jimmy Choo tem um posicionamento mais alto na escala de preços – a média de uma sandália é US$ 425.

A label de sapatos ficou mundialmente famosa por sua clientela estrelada, como a princesa Diana e a icônica personagem Carrie Bradshaw (Sarah Jessica Parker) no seriado “Sex and the City”.

Comentários
Topo