Negócios

Novo modelo de negócios reduz o valor do frete em 40% para e-commerces

iStock

Send4 traz ao país o conceito parcel shop, no qual o consumidor pode retirar o produto em uma loja física (iStock)

As entregas dos produtos adquiridos nos sites de comércio eletrônico são feitas, normalmente, durante o horário comercial, quando a maioria das pessoas está no trabalho. Porém, é muito comum a transportadora chegar ao local e não encontrar o destinatário, o que aumenta o custo logístico para e-commerces e transportadoras, impactando o preço do frete.

LEIA MAIS: Por que os feriados prejudicam as vendas no e-commerce

Com o objetivo de realizar as remessas rapidamente a um custo mais baixo, os sócios Cristian Trentin – criador da EcoBike Courier, vendida no ano passado, e um dos jovens abaixo dos 30 anos da lista Under 30 de 2014 de FORBES – e Leonardo Frade fundaram a Send4, especializada na entrega de produtos comprados nos sites de comércio eletrônico em estabelecimentos físicos – geralmente populares – próximos à residência do cliente ou a algum lugar que seja mais fácil para sua retirada.

Reprodução

Diego Vilarinho (CTO) e os fundadores Cristian Trentin e Leonardo Frade no escritório da Send4 (Divulgação)

A Send4 opera sob o conceito de parcel shop, popular na Europa, e recebeu a mentoria da Doddle, empresa do inglês Tim Robinson, que desenvolveu a iniciativa no Velho Mundo. “O maior desafio do e-commerce é reduzir o custo logístico para se tornar mais competitivo”, afirma o especialista. “Os sites de comércio eletrônico aumentam as vendas e melhoram as margens”, explica Trentin, afirmando que o ticket médio do consumidor aumenta em 11% com a redução média de 40% do frete proporcionado pela Send4. Além disso, o local pode receber produtos de e-commerces diferentes, o que acaba diluindo o custo do frete.

Esta nova proposta logística para e-commerces é baseada em tecnologia. A Send4 faz a análise de dados e georreferenciamento para indicar o local e as melhores lojas para o cliente retirar o produto. “Não faz sentido o consumidor adquirir um item para o carro e retirar em uma academia”, exemplifica Trentin.

VEJA TAMBÉM: 3 dicas para aplicar o SEO em seu e-commerce

A estratégia também favorece o estabelecimento físico, ligando o perfil do produto com a da loja distribuidora, e criando a possibilidade de oferecer descontos ao consumidor na hora da retirada do produto do e-commerce. “Fazemos acordos com redes de franquias, devido à capilaridade e padronização”, diz Trentin.

O Send4 está, por enquanto, operando em Curitiba e Porto Alegre. O plano é chegar, até o fim do ano, a São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

Comentários
Topo