Negócios

4 dicas para ensinar os filhos a empreenderem

A primeira referência comportamental de uma criança vem dos pais. Por isso, elas tendem a copiar seus trejeitos, hábitos de vida e até se inspirarem em suas carreiras. Segundo um estudo realizado pela Fundação Kovacs, na Espanha, com mais de 4 mil adolescentes e 7 mil pais, a conduta dos genitores influencia diretamente no futuro dos filhos.

LEIA TAMBÉM: 13 famosos que não vão deixar sua fortuna para seus filhos

Essa situação foi vivida por Rogério Gabriel, fundador e presidente da MoveEdu, uma das maiores redes de cursos profissionalizantes do Brasil. Nascido em uma família de empreendedores do segmento alimentício, tinha como hobby acompanhar seu pai nas negociações. Com esse hábito, nasceu o desejo de trilhar o mesmo caminho e ter seu próprio negócio. “Desde muito cedo, participei, de uma forma saudável, da rotina de trabalho do meu pai. Naquela época, os contratos eram fechados por meio de escambo, então a negociação foi uma das primeiras habilidades que desenvolvi. Essa parceria foi fundamental para o meu crescimento”, comenta o empresário.

Veja 4 dicas de Rogério Gabriel para aplicar no cotidiano dos seus filhos e desenvolver características que ajudarão no futuro e incentivarão seu lado empreendedor:

  • 1. Estabeleça metas

    Um bom empreendedor sabe que para os negócios fluírem, é necessário ter objetivos. Logo, ensine na prática. “Se o seu filho tem como meta comprar um brinquedo, mostre que se ele economizar a mesada por cerca de três meses, por exemplo, vai conseguir. Mas, se ele não tiver foco e gastar o dinheiro, precisa saber que vai demorar muito para conquistar o que quer”, afirma o empresário.

  • 2. Envolva seu filho nas negociações da família

    Um planejamento financeiro é essencial para que as contas mensais fiquem em dia e para que os planos, como viagens, passeios e datas festivas, se concretizem. Para o empresário, é importante sempre fazer reuniões em família com a participação dos filhos para que, desde cedo, eles se familiarizem com esse tipo de situação.

  • 3. Não imponha a carreira

    É comum que os pais queiram que os jovens sigam as profissões mais promissoras ou até mesmo a carreira deles. Segundo Rogério Gabriel, é necessário que os pais ouçam os filhos, respeitem suas escolhas e entendam que eles só serão bem-sucedidos ao exercer uma profissão da qual realmente gostem. “Apenas oriente para que seu filho consiga trilhar o próprio caminho”, completa.

  • 4. Mostre que é possível aprender com os erros

    Converse com as crianças e mostre sempre que é possível conseguir algo bom de alguma coisa que não deu certo. “Desenvolver essa habilidade é fundamental para alcançar o sucesso, pois o caminho é árduo, mas é necessário ter persistência para driblar os impasses e alcançar resultados”, afirma o empresário.

1. Estabeleça metas

Um bom empreendedor sabe que para os negócios fluírem, é necessário ter objetivos. Logo, ensine na prática. “Se o seu filho tem como meta comprar um brinquedo, mostre que se ele economizar a mesada por cerca de três meses, por exemplo, vai conseguir. Mas, se ele não tiver foco e gastar o dinheiro, precisa saber que vai demorar muito para conquistar o que quer”, afirma o empresário.

Comentários
Topo