Negócios

5 dicas para começar um negócio bem-sucedido do zero

GettyImages

Após 12 anos de trabalho duro, Mike Evans vendeu o GrubHub, depois de um IPO de US$ 2,1 bilhões. (GettyImages)

Mike Evans começou o aplicativo de delivery de comida GrubHub do zero, em seu apartamento. Após 12 anos de trabalho duro, ele vendeu a empresa, depois de um IPO de US$ 2,1 bilhões. Desde então, segundo o empreendedor, ele tem experimentado liberdade e diversão como nunca: “Eu passei os últimos 18 meses em casa com minha filha recém-nascida. Comprei um barco. Assisti a alguns jogos muito importante dos Cubbies e até sentei em bons lugares. Nenhuma loucura, mas, certamente, muito mais do que eu poderia ter imaginado enquanto crescia na zona rural da Geórgia”.

LEIA TAMBÉM: 4 distrações que você precisa evitar se quiser ser bem-sucedido

No entanto, antes de ser capaz de viver tudo isso, o empreendedor, que diz estar planejando uma nova startup, aprendeu, muitas vezes de maneira difícil, que algumas coisas não podem ser esquecidas enquanto se busca o sucesso nos negócios.

Veja, na galeria de fotos, 5 dicas para começar um negócio bem-sucedido do zero, segundo Mike Evans:

  • Reconhecer o impacto que você tem

    Evans conta que eles tinham 18 mil restaurantes cadastrados na época da crise imobiliária. Dezoito meses após depois do colapso, cerca de 35% deles fecharam. A taxa para restaurantes participantes do aplicativo era menos de 10%. Centenas de funcionários tiveram retornos financeiros capazes de mudar suas vidas. Mesmo os que foram contratados mais tarde, tiveram um ano de salário graças à abertura de capital. Além disso, os investidores iniciais colheram entre 50 e 100 vezes o que investiram. É importante reconhecer o impacto que uma empresa é capaz de ter sobre os negócios e sobre outras pessoas e, assim, ter a dimensão da importância das suas decisões.

  • Trabalhar duro, mas identificar a necessidade de pausas

    “Eu trabalhei por cerca de 60 a 100 horas semanais por mais de uma década. Minhas decisões impactavam 30 mil negócios familiares e milhares de funcionários. Quando eu saí, não era a mesma pessoa de quando comecei”, conta Evans. Segundo o empreendedor, um pouco antes do IPO ele era uma pessoa irritadiça e de humor variável. O que Evans precisava era de uma pausa, que deveria ter sido feita antes de operação de abertura de capital.

  • Aprender a doar

    “A resposta apropriada para sorte, benção, destino, ou o que quer que você acredite, deve ser ‘qual é a minha obrigação agora?’ – em vez de ‘eu mereci’.” De acordo com o empresário, a riqueza é corruptora, e a única defesa contra essa corrupção é generosidade bem planejada. É importante dedicar certo tempo a pensar, ler e pedir conselhos sobre doações eficientes. Para Evans, um bom objetivo é doar entre 70% e 90% do que se possui. De preferência, metade disso antes de morrer.

  • Saber estabelecer limites financeiros

    Quando você começar a ter retorno, estabelecer limites financeiros com família e amigos se torna essencial. Eles precisam ser explícitos e rigorosos. “Outro empreendedor de sucesso me disse que se tornou desconfiado de qualquer ‘novo amigo’. Após seu IPO, ele conheceu muitas pessoas que tinham motivações ocultas em suas intenções”, conta Evans. Ele, no entanto, diz tentar rejeitar essa noção e encarar o mundo com um grau de ingenuidade intencional.

  • Agradecer

    “Muitas pessoas me ajudaram ao longo do caminho. MUITAS. Funcionários, mentores, clientes, investidores, familiares, meu cofundador, banqueiros, advogados, vendedores etc.”, relembra o empreendedor. E esta é, certamente, a realidade de todos os negócios bem-sucedidos. É fundamental reconhecer o papel de cada um destes agentes no sucesso da empresa.

Reconhecer o impacto que você tem

Evans conta que eles tinham 18 mil restaurantes cadastrados na época da crise imobiliária. Dezoito meses após depois do colapso, cerca de 35% deles fecharam. A taxa para restaurantes participantes do aplicativo era menos de 10%. Centenas de funcionários tiveram retornos financeiros capazes de mudar suas vidas. Mesmo os que foram contratados mais tarde, tiveram um ano de salário graças à abertura de capital. Além disso, os investidores iniciais colheram entre 50 e 100 vezes o que investiram. É importante reconhecer o impacto que uma empresa é capaz de ter sobre os negócios e sobre outras pessoas e, assim, ter a dimensão da importância das suas decisões.

Comentários
Topo