Negócios

Chefe de operações da Uber deixa cargo, mas permanece no conselho

Getty Images

A Uber está procurando um novo nome para assumir a presidência-executiva da empresa (Getty Images)

O chefe de operações da Uber Technologies, Ryan Graves, um aliado de longa data do ex-presidente-executivo Travis Kalanick, está deixando o cargo em tempo integral, de acordo com a cópia de uma carta de Graves a que a Reuters teve acesso. O executivo, contudo, continuará no conselho da empresa.

LEIA MAIS: Travis Kalanick, CEO do Uber, renuncia ao cargo

A Uber está procurando um novo nome para assumir a presidência-executiva depois que Kalanick foi pressionado a deixar o posto, iniciativa motivada por uma série de constrangimentos para a companhia. Especulou-se até que Kalanick pudesse retomar o comando, mas os últimos eventos – como a notícia de que a empresa teria alugado, conscientemente, carros com risco de pegar fogo – colocam essa possibilidade em dúvida.

Graves disse que preferiu se mexer a esperar que o novo líder seja escolhido. “É realmente importante para mim que essa transição não retire o peso do processo de chegada de nosso novo presidente-executivo”, escreveu.

Comentários
Topo