Negócios

Brasil sobe uma posição em ranking global de produtividade

O Brasil subiu uma posição no Relatório Global de Competitividade deste ano, divulgado na quarta-feira (27), depois de uma sequência de quedas que começou em 2013. Os principais motivos para a tímida recuperação, de acordo com o Fórum Econômico Mundial, responsável pelo estudo, é o combate à corrupção e a liberdade do Poder Judiciário.

LEIA MAIS: Descubra o truque de produtividade de Sheryl Sandberg, Bill Gates e Richard Branson

O país ocupa, atualmente, a 80ª posição entre as 137 nações avaliadas. O topo continua sendo da Suíça que, há oito anos mantém a liderança, e o destaque da América Latina segue pertencendo ao Chile (33º lugar).

O ranking é calculado a partir de dados estatísticos e pesquisas de opinião com mais de 1.400 executivos de cada um dos países que participam da lista. O objetivo é avaliar o conjunto de instituições, políticas e fatores que determinam o nível de produtividade de um país.

Veja, na galeria de fotos, os 10 primeiros países do Relatório Global de Competitividade:

  • 80º) Brasil

  • 10º) Finlândia

  • 9º) Japão

  • 8º) Reino Unido

  • 7º) Suécia

  • 6º) Hong Kong

  • 5º) Alemanha

  • 4º) Holanda

  • 3º) Singapura

  • 2º) Estados Unidos

  • 1º) Suíça

80º) Brasil

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).

Comentários
Topo