Brian Acton, cofundador do WhatsApp, deixará a companhia

Getty Images
Brian Acton atuou por oito anos no WhatsApp (Getty Images)

Brian Acton, cofundador do WhatsApp, deixará a companhia para iniciar uma nova fundação, disse ele em uma publicação no Facebook na terça-feira (12).

LEIA MAIS: Facebook dá novo passo para monetizar o WhatsApp

Acton atuou por oito anos no WhatsApp, que foi comprado em 2014 pelo Facebook por US$ 19 bilhões em dinheiro e ações.

Ex-aluno da Stanford, Acton foi o cofundador do WhatsApp juntamente com o imigrante ucraniano Jan Koum, em 2009. A dupla trabalhou no Yahoo antes de criar o WhatsApp.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).