Negócios

Empresa alemã de “táxi voador” arrecadou US$ 90 mi de investidores

Divulgação

Em abril, a companhia disse que estava desenvolvendo um “táxi voador” de cinco lugares (Divulgação)

A Lilium, startup alemã que quer desenvolver um “táxi voador” para cinco passageiros, captou US$ 90 milhões em uma rodada de investidores de alta tecnologia, tornando-se um dos projetos de aeronaves elétricas mais bem financiados até o momento.

LEIA MAIS: Tesla quer levantar US$ 1,5 bi para financiar produção do Model 3

A empresa, que captou US$ 11,4 milhões em 2016, surgiu como uma das startups mais interessantes da Europa por tentar resolver problemas físicos difíceis para uma nova categoria de aeronave capaz de decolar verticalmente com voos elétricos.

A Lilium disse que a nova rodada de investimento envolveu a gigante chinesa Tencent; a LGT, maior empresa de investimentos familiares da Europa; a Atomico, companhia de alto risco europeia; e a Obvious Ventures, cujo cofundador é Evan Williams, que também cofundou o Twitter.

Em abril, a companhia disse que estava desenvolvendo um “táxi voador” de cinco lugares, após ter sucesso em voos de teste com um jato de dois lugares capaz de voar como uma mistura de drone e aeronave convencional.

Suas ambições alinham a empresa mais com os gostos da Tesla ou do Google do que com os aplicativos de comércio eletrônico que atualmente dominam o mercado de Berlim ou as empresas de engenharia autofinanciadas da Alemanha.

A Lilium disse que planeja usar o novo financiamento para expandir drasticamente a contratação e chegar aos próximos estágios de desenvolvimento do seu jato elétrico de 5 lugares, ganhando tempo para atender a rigorosas aprovações regulatórias.

Comentários
Topo