Negócios

PF indicia Joesley e Wesley Batista

Getty Images

Joesley e Wesley foram acusados de se aproveitarem da divulgação iminente de seus acordos de delação premiada para lucrarem no mercado financeiro (Getty Images)

A Polícia Federal indiciou nesta quinta-feira (21) os irmãos Joesley e Wesley Batista por insider trading e por manipulação de mercado, informou o órgão.

LEIA MAIS: PF prende bilionário Wesley Batista em investigação sobre informação privilegiada

Ambos foram alvos de uma operação na semana passada, acusados de se aproveitarem da divulgação iminente de seus acordos de delação premiada para lucrarem no mercado financeiro e tiveram suas prisões decretadas pela Justiça.

Na ocasião, Joesley já estava preso em caráter temporário, acusado de ter omitido crimes em seu acordo de delação premiada, e apenas Wesley foi detido pela Polícia Federal em São Paulo.

Quando foi deflagrada a operação, a PF disse que eram investigados dois eventos separados, sendo o primeiro deles a realização de ordens de venda de ações da JBS em bolsa de valores por sua controladora, a FB Participações, e a compra dessas ações, em mercado, por parte da própria JBS.

A operação no mercado, segundo a PF, foi uma manipulação por parte da JBS, “fazendo com que seus acionistas absorvessem parte do prejuízo decorrente da baixa das ações que, de outra maneira, somente a FB Participações, uma empresa de capital fechado, teria sofrido sozinha”.

VEJA TAMBÉM: JBS ameaça processar BNDES por declarações de Paulo Rabello de Castro

O segundo evento investigado é a intensa compra de contratos de derivativos de dólares entre 28 de abril e 17 de maio por parte da JBS, fora do padrão de movimentação comum da empresa, gerando ganhos decorrentes da alta da moeda norte-americana depois da revelação da delação.

O relatório da PF com o indiciamento de Joesley e Wesley Batista será agora encaminhado ao Ministério Público Federal (MPF), a quem caberá decidir se oferece denúncia contra ambos à Justiça.

Procuradas, a JBS e advogados dos irmãos Batista não se manifestaram imediatamente sobre o indiciamento.

Comentários
Topo