Negócios

Receita da Accenture supera estimativas

iStock

A receita da divisão “the New”, da Accenture, cresceu cerca de 30%, para US$ 18 bilhões (iStock)

A Accenture divulgou receita trimestral melhor do que o esperado, com a consultoria e provedora de serviços de terceirização se beneficiando de seus investimentos em negócios de serviços digitais e em nuvem de rápido crescimento.

LEIA MAIS: Como Pierre Nanterme posicionou a Accenture para a nova era digital

A receita da divisão “the New” – que inclui serviços digitais, de computação em nuvem e relacionados à segurança – cresceu cerca de 30%, para US$ 18 bilhões, no ano fiscal encerrado em 31 de agosto, respondendo por cerca de 50% da receita total da empresa.

Nos últimos três anos, a empresa desembolsou cerca de US$ 3,4 bilhões em aproximadamente 70 aquisições, gastando, apenas no ano fiscal de 2017, US$ 1,7 bilhão, em grande parte em negócios digitais e relacionados à nuvem.

A receita líquida da empresa no quarto trimestre fiscal subiu para US$ 9,15 bilhões, superando estimativas de US$ 9,01 bilhões.

No entanto, o lucro líquido caiu para US$ 974,2 milhões, ou US$ 1,48 por ação, no quarto trimestre, ante US$ 1,12 bilhão, ou US$ 1,68 por ação, no ano anterior.

A companhia tem conquistado fatias cada vez maiores de mercado de suas rivais, como Cognizant Technology Solutions e IBM IBM.N, por ter sido pioneira na migração para o ambiente digital.

A previsão de crescimento da receita líquida é entre 5% e 8% no ano fiscal de 2018, e lucro na faixa de US$ 6,36 a US$ 6,60 por ação.

Comentários
Topo