Negócios

Saiba quais são os principais erros e acertos dos millennials nas finanças

Metade do tempo, nós ouvimos que os millennials são uma bagunça. Na outra metade, ouvimos que essa geração tem muito potencial. A verdade é que, como qualquer outra geração, os millennials estão tomando algumas decisões inteligentes… e outras nem tanto. E, de acordo com uma pesquisa recente da empresa de investimentos Charles Schwab, as más decisões ocorrem, entre outras coisas, também no que diz respeito aos hábitos financeiros.

VEJA TAMBÉM: 3 melhores cidades norte-americanas para millennials se estabelecerem definitivamente

Veja, na galeria de fotos, 4 coisas que os millennials estão fazendo certo e 3 que eles estão fazendo errado em relação ao dinheiro:

  • 4 atitudes boas
    Com base nos resultados da pesquisa da Charles Schwab, seguem quatro atitudes consideradas acertadas dos millennials em relação a suas finanças:

  • Eles estão criando objetivos financeiros
    A pesquisa revelou que 38% dos millennials têm um objetivo mensal de economia (quase o dobro da porcentagem registrada entre os boomers).

    Independentemente do motivo da economia – seja para comprar uma casa, tirar férias ou se casar – é essencial criar um cronograma e um objetivo mensal e, então, colocá-los no modo automático. Estabeleça uma transferência automática da conta corrente para a conta poupança todo mês.

    “Se você quiser independência financeira no futuro, comece a economizar quando jovem e automatize suas economias o máximo possível”, ensina o especialista de FORBES Jamie Hopkins.

  • Tentam escrever seus planos financeiros
    No que diz respeito a registrar esses objetivos, os millennials estão indo bem: 34% deles têm um plano financeiro escrito. Isso pode não parecer muito até considerarmos que apenas 21% dos integrantes da Geração X e 18% dos baby boomers fazem o mesmo.

    Mais do que isso: 72% dos representantes da Geração Y que têm um plano financeiro escrito receberam ajuda de um profissional das finanças quando fizeram isso.

    Você não precisa ser rico para ter um plano financeiro – só precisa ter objetivos. Se decidir pedir ajuda profissional, saiba que os serviços disponíveis ajudam a esclarecer as prioridades e identificar os melhores métodos para alcançá-las.

  • Eles têm conhecimento de taxas de corretagem
    Muitas startups financeiras garantem ter taxas mais baixas do que as empresas tradicionais. Aparentemente, os millennials estão prestando atenção nisso, já que 84% deles têm conhecimento destas taxas associadas à corretagem ou contas de investimento. Apenas 65% dos boomers revelaram conhecimento sobre o assunto.

    Apesar de taxas de administração de fundos de pensão poderem ser uma coisa chata para se pensar, elas custam aos norte-americanos aproximadamente US$ 17 bilhões ao ano. Em outras palavras: é ótimo ver os millennials lendo as letrinhas no rodapé – e protegendo seu dinheiro suado.

  • Eles estão aumentando suas contribuições para a aposentadoria
    Apesar de todas as notícias sobre a iminente crise da aposentadoria nos Estados Unidos – ou talvez por causa delas – mais da metade dos millennials aumentou seu nível de contribuição em seus planos de aposentadoria no ano passado. Apenas 21% dos boomers fizeram o mesmo.

    Aumentar o valor da contribuição é uma maneira indolor de aumentar suas economias para a aposentadoria – e evitar a inflação no estilo de vida quando você conseguir um aumento. Além disso, como você nunca verá o dinheiro, provavelmente nunca sentirá falta dele.

  • 3 atitudes ruins
    Apesar de os millennials estarem indo muito bem em algumas frentes financeiras, eles também têm maus hábitos. Seguem três deles revelados pela pesquisa:

  • Eles não pagam suas contas no prazo
    De todos os resultados, esse pode ser o mais difícil de engolir: apenas 33% dos millennials fazem todos os seus pagamentos de dívidas dentro do prazo (ou não têm dívidas), e apenas 31% pagam toda a sua fatura de cartão de crédito por mês (ou não têm dívidas de cartão de crédito).

    Não importa quão esmagador isso pareça, é essencial pagar a fatura dentro do prazo. Não fazer isso tem enorme impacto no perfil de crédito e na saúde mental e pode até levar a consequências severas na vida financeira.

    Se suas dívidas estiverem muito pesadas, procure por empréstimos com juros menores, ou seja, troque uma dívida cara por uma mais barata.

  • Eles não têm orçamentos
    Apesar de os millennials terem registrado seus planos financeiros, apenas 42% dos entrevistados têm um orçamento doméstico. Isso parece estranho.

    Se você for um millennial naturalmente regrado, você pode não precisar de um orçamento muito específico. Mas, considerando que apenas 28% dos representantes desta geração têm um fundo de emergência, esse não parece ser o caso.

    Se você estiver entre os 72% de millennials sem um, é hora de criar um orçamento – que inclua contribuições para uma reserva emergencial e uma conta de aposentadoria como itens não negociáveis.

  • Eles gastam demais em café
    Talvez por causa de sua falta de orçamento, os millennials estão gastando mais do que as outras gerações entrevistadas. Veja, a seguir, como eles estão gastando o dinheiro que ganham:

    60% dos millennials gastam com cafés que custam mais de US$ 4 cada;
    76% investem em novos gadgets;
    69% compram roupas que não necessitam;
    79% comem em restaurantes da moda.

    É importante se divertir e passar o tempo todo dentro de casa, sem gastar dinheiro, certamente não é saudável. Mas é importante estar sempre pensando em novas maneiras de guardar dinheiro, especialmente se você não estiver no máximo de suas contribuições para a previdência (apenas 16% dos millennials estão).

    Para se sentir motivado, pense no que essas pequenas compras podem se tornar na época de sua aposentadoria. De acordo com a empresa de serviços financeiros The Motley Fool, poupar US$ 10 por semana ao longo de 45 anos geraria US$ 165.776. Aumente esse valor para US$ 100 por semana e você teria US$ 1.67.765.

    Então, na próxima vez em que você quiser gastar US$ 100 em um vestido bonito ou em uma refeição em um restaurante da moda, considere o que você teria se investisse esse dinheiro.

4 atitudes boas
Com base nos resultados da pesquisa da Charles Schwab, seguem quatro atitudes consideradas acertadas dos millennials em relação a suas finanças:

Comentários
Topo