Negócios

Toshiba fecha venda de unidade de chips de memória para Bain Capital por US$ 18 bi

iStock

A decisão de vender o número 2 mundial de chips de memória Nand foi tomada em uma reunião do conselho no início do dia (iStock)

A japonesa Toshiba disse nesta quarta-feira (20) que aceitou vender sua valiosa unidade de chips de memória para o grupo liderado pelo fundo norte-americano Bain Capital, em passo importante para que o conglomerado japonês em dificuldades continue listado na bolsa de Tóquio.

LEIA MAIS: Western Digital reapresenta proposta por unidade de chips da Toshiba

A Toshiba disse, em comunicado enviado à bolsa, que assinou um contrato para o negócio no valor de cerca de 2 trilhões de ienes (US$ 18 bilhões), na mais recente e talvez última reviravolta no negócio. Há algumas horas parecia que a empresa fecharia um acordo com sua parceria norte-americana na joint venture Western Digital Corp.

A decisão de vender o número 2 mundial de chips de memória Nand, divulgada primeiro pela Reuters nesta quarta-feira, foi tomada em uma reunião do conselho no início do dia.

Na noite de terça-feira (19), fontes disseram que a Toshiba estava inclinada a vender seu negócio para a sua parceira norte-americana na joint venture Western Digital Corp.

Ainda não está claro se a venda para o grupo liderado pela Bain Capital vai seguir sem problemas, já que a Western Digital tinha anteriormente iniciado uma ação legal contra a Toshiba, argumentando que nenhum acordo poderia ser fechado sem o seu consentimento devido à sua posição como parceira da Toshiba na joint venture de chips.

VEJA TAMBÉM: Toshiba busca levantar pelo menos US$ 8,8 bi com venda de fatia em unidade de chips

A Toshiba disse que o acordo assume que as questões legais levantadas pela Western Digital não terão continuidade. Uma porta-voz da Western Digital afirmou que a empresa não tinha comentário imediato.

A Reuters antecipou a decisão do conglomerado japonês mais cedo nesta quarta-feira por meio de fontes.

A Toshiba disse que a venda vai gerar um impacto positivo de 740 bilhões de ienes para a empresa depois da incidência de impostos. Isso eliminaria o capital negativo, um passo crucial que pretende alcançar em março para permanecer listada.

A Bain Capital fez parceria com a SK Hynix Inc da Coreia do Sul e trouxe compradores norte-americanos de chips Toshiba, como a Apple Inc e a Dell Inc. [DI.U] para reforçar sua oferta. O fabricante de produtos de memória Kingston Technology e a empresa de armazenamento de dados Seagate Technology Plc também fazem parte do grupo.

EM BUSCA DE RECURSOS

Após uma série de ofertas revistas e mudança de alianças entre pretendentes, um acordo não veio muito cedo para a Toshiba.

E MAIS: Samsung deve tomar liderança da Intel em mercado de chips

Sem a venda, a Toshiba não teria os bilhões de dólares necessários para fechar um buraco em suas finanças causado pela quebra da sua unidade nuclear nos EUA Westinghouse, e poderia ser retirada da bolsa.

Além disso, o negócio de semicondutores requer grandes investimentos, e a unidade de chips da Toshiba arrisca perder sua capacidade competitiva, pois rivais como a Samsung Electronics avançam em grandes planos de gastos de capital.

A Western Digital já levou sua disputa com a Toshiba para o Tribunal Internacional de Arbitragem para evitar uma venda sem o seu consentimento, e uma fonte com conhecimento do assunto disse que a empresa está preparada para buscar uma injunção judicial imediata se o acordo não for do seu jeito.

O grupo liderado por Bain foi escolhido em junho como licitante preferido, mas essas negociações caducaram quando os investidores do governo japonês, que faziam parte do consórcio, disseram à Toshiba que estavam relutantes em fechar um acordo devido aos questionamentos legais da Western Digital ainda pendentes.

Comentários
Topo