Negócios

Venda de unidade de chips da Toshiba por US$ 18 bi é assinada

iStock

Toshiba e a Hoya, fabricante de peças para dispositivos de chips, deterão mais de 50% do negócio (iStock)

A japonesa Toshiba Corp disse nesta quinta-feira (28) que assinou um acordo de US$ 18 bilhões para vender sua unidade de chips para um consórcio liderado pelo Bain Capital, superando um grande obstáculo em sua busca por fundos para evitar uma potencial saída da bolsa.

LEIA MAIS: Toshiba fecha venda de unidade de chips de memória para Bain Capital por US$ 18 bi

Mas em um sinal desfavorável, uma coletiva de imprensa sobre o acordo em Tóquio foi cancelada, com o Bain Capital dizendo que o consórcio não conseguiu chegar a um consenso sobre como informar os meios de comunicação. O cancelamento da entrevista reforça os temores de que o consórcio de 8 membros engloba muitos interesses concorrentes para que funcione bem.

A venda da unidade – a segunda maior produtora mundial de chips NAND – foi acordada na semana passada após um processo tortuoso, mas a assinatura foi adiada porque a Apple exigiu novos termos sobre o fornecimento de chips, disseram fontes familiarizadas com o assunto.

“Este consórcio tem tantos membros que será difícil chegar a um consenso e concordar sobre quem vai tomar a iniciativa”, disse Hideki Yasuda no Ace Research Institute, mas acrescentou que, se a venda for concluída com sucesso, isso reduzirá muitos riscos para a Toshiba.

VEJA TAMBÉM: Foxconn anuncia investimento de US$ 10 bilhões nos Estados Unidos

Embora a coletiva de imprensa tenha sido cancelada apenas alguns minutos antes de começar, o chefe do Bain Capital no Japão, Yuji Sugimoto, disse que os desentendimentos sobre o evento não influenciaram o contrato. Ele não revelou quais membros se opuseram à coletiva de imprensa.

O acordo, que ainda precisa superar questões legais, permitirá que a Toshiba reinvista na unidade e, junto com a Hoya, fabricante de peças para dispositivos de chips, as empresas japonesas deterão mais de 50% do negócio – um desejo fundamental do governo japonês.

Comentários
Topo