Negócios

Alibaba lança centros de pesquisas no exterior avaliados em US$ 15 bi

GettyImages

Intenção é competir com líderes globais no comércio eletrônico, logística e tecnologia de computação em nuvem. (GettyImages)

A principal empresa de varejo online chinesa, Alibaba Group Holding, lançou um plano de US$ 15 bilhões para construir centros de pesquisa no exterior e competir com líderes globais no comércio eletrônico, logística e tecnologia de computação em nuvem.

VEJA TAMBÉM: 7 motivos pelos quais o Alibaba está se tornando o Google da China

A academia Damo vai lançar oito bases na China, Israel, Estados Unidos, Rússia e Cingapura e tem vagas abertas para 100 pesquisadores, que irão trabalhar com inteligência artificial (IA), computação quântica e fintech, disse a Alibaba em comunicado, hoje (11).

“A Alibaba Damo Academy estará na vanguarda do desenvolvimento da próxima geração de tecnologias que impulsionará o crescimento da Alibaba e de nossos parceiros”, disse o diretor de tecnologia, Jeff Zhang.

A gigante chinesa e suas afiliadas passaram por um rápido processo de expansão no ano passado, o que as levou a uma competição direta com a varejista online norte-americana Amazon.com e com empresas globais de pagamentos, nuvem e logística.

O investimento também acontece no momento em que Pequim dá prioridade ao financiamento estatal em computação quântica, inteligência artificial e processamento de grande volume de dados (big data), ao pedir que governos de províncias, universidades, Exército e empresas particulares desempenhem um papel maior na pesquisa dessas tecnologias em áreas em que a China está atrás de países desenvolvidos.

O Alibaba atualmente emprega 25 mil engenheiros na equipe e disse que a nova infraestrutura de pesquisas irá ajudá-lo a atingir a meta de dois bilhões de clientes em duas décadas.

Comentários
Topo