Negócios

BMW estuda possível joint venture para veículos elétricos na China, dizem fontes

iStock

Seria o segundo empreendimento da BMW no maior mercado de automóveis do mundo,. (iStock)

A BMW estaria em busca de formar uma joint venture com a Great Wall Motor, na China, que poderia se concentrar em veículos elétricos, segundo duas fontes familiarizadas com o assunto.

VEJA TAMBÉM: Fiat Chrysler se une à BMW e Intel em aliança para carros autônomos

Um empreendimento com a Great Wall, cujas ações cotadas em Hong Kong saltaram 20% com as notícias, seria o segundo da BMW no maior mercado de automóveis do mundo, onde as montadoras estrangeiras precisam fazer parceria com empresas locais para atuar.

“Estamos em discussões com a Grande Muralha sobre a criação de uma joint venture para produzir carros em Changshu”, disse um executivo da BMW, pedindo anonimato por não estar autorizado a revelar as conversas.

Outra pessoa familiarizada com o assunto disse que a nova joint venture não trabalharia com carros movidos a gasolina ou diesel, o que indica um provável foco em veículos elétricos.

LEIA: Conheça o carro autônomo da BMW que deve chegar às lojas em 2021

As vendas da BMW na China cresceram 11,3% no ano passado. É a segunda maior marca do país depois da Audi, da Volkswagen. A BMW tenta se manter à frente da terceira colocada, mantida pela Mercedes-Benz, unidade da Daimler, que registrou crescimento de 26,6% nas vendas chinesas em 2016, graças a uma nova linha de modelos.

Outras montadoras anunciaram recentemente uma série de investimentos e parcerias na China. Tesla, Ford Motor, Daimler e General Motors estão entre as que já anunciaram planos para desenvolver veículos elétricos no país.

Comentários
Topo