Caixabank afirma que transferência de sede para fora da Catalunha é permanente

iStock
O Caixabank decidiu transferir sua sede para Valência no início de outubro (iStock)

A decisão do Caixabank de retirar sua sede da Catalunha para acalmar os investidores é permanente, disse o presidente do banco nesta terça-feira (24), afirmando que a crise entre a Espanha e a Catalunha provocou alguns saques de depósitos.

LEIA MAIS: Os 9 países mais novos do mundo

O movimento de independência da Catalunha e suas potenciais repercussões nos mercados financeiros afetaram parcialmente o sólido conjunto de resultados do 3º trimestre do Caixabank, que superou as previsões dos analistas depois da aquisição do BPI.

O Caixabank, terceiro maior banco da Espanha, decidiu transferir sua sede para Valência no início de outubro, na tentativa de acalmar os investidores.

O presidente-executivo da empresa com sede em Barcelona, ​​Gonzalo Gortázar, disse nesta terça-feira que a disputa entre Madri e a Catalunha teve um impacto “moderadamente negativo” nos depósitos desde a proibição do plebiscito de independência da região em 1º de outubro. “O conselho decidiu mudar a sede para não deixar dúvidas de que sempre estaremos sob a zona do euro e a supervisão do Banco Central Europeu.”

Gortázar disse, no entanto, que o Caixabank não planeja transferir pessoal ou unidades de negócios para fora da região por enquanto.

Mais de 1.300 companhias retiraram suas sedes da Catalunha devido à incerteza atual, de acordo com o registro das empresas nacionais.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).