Negócios

Carf decide a favor da Petrobras em processo de R$ 7,8 bi

iStock

Carf proferiu, por unanimidade, decisão favorável à companhia em processo administrativo fiscal (iStock)

A Petrobras informou ao mercado nesta quinta-feira (19) que o Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) proferiu, por unanimidade, decisão favorável à companhia em processo administrativo fiscal no valor de R$ 7,8 bilhões.

LEIA MAIS: Petrobras pede registro para IPO da BR Distribuidora

A decisão aborda a dedutibilidade de gastos com o desenvolvimento da produção de óleo e gás para fins de apuração do Imposto sobre a Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), referentes ao exercício de 2010, disse a estatal.

BRASKEM FICA FORA DO PROGRAMA DE DESESTATIZAÇÃO

O presidente Michel Temer assinou decreto que exclui as participações da Petrobras na Braskem do Programa Nacional de Desestatização (PND), informou a Presidência da República nesta quarta-feira (18).

A medida, que também exclui a fatia da petroleira na Deten Química, deve ser publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira, segundo informou a Presidência.

Temer também assinou decreto que inclui no Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) empreendimentos federais do setor de energia elétrica, como instalações de transmissão de energia elétrica, a concessão de geração da hidrelétrica Jaguara.

VEJA TAMBÉM: Petrobras diz que tomará medidas judiciais para manter venda de ativos à Total

No setor de petróleo e gás natural, entrarão no PPI a terceira e quarta rodadas de licitações de blocos sob o regime de partilha de produção na área do pré-sal, além da 15ª rodada de licitações de blocos de petróleo e gás natural sob o regime de concessão.

Comentários
Topo