Negócios

“Classe média vai voltar a gastar”, diz presidente global da Domino’s sobre Brasil

Divulgação

Em conversa com Forbes Brasil, Ritch Allison dá dicas sobre como empreender no exterior (Divulgação)

Apesar da crise econômica, o Brasil continua chamando a atenção das empresas estrangeiras. O presidente internacional da Domino’s Pizza, Ritch Allison, esteve no país na segunda-feira (23) com a missão de avaliar os investimentos da rede norte-americana por aqui. “Estou otimista”, disse o executivo, explicando que a situação econômica atual não impede o aumento dos investimentos da companhia em solo brasileiro. A rede projeta investimentos de R$ 34 milhões em 2018 para a abertura de 40 novas lojas, além da implementação de serviços digitais para a realização dos pedidos.

LEIA MAIS: 50 melhores bares do mundo de 2017

“Sempre olhamos para os negócios no longo prazo”, afirma Allison. Na visão do executivo, a tendência é que a classe média brasileira aumente seus gastos. A interpretação é feita com base no perfil demográfico da população, predominantemente jovem. Com isso, abre-se espaço também para o crescimento econômico e o aumento da produtividade.

A Domino’s abriu, recentemente, a loja de número 200 no país, mas está longe dos números dos Estados Unidos. Na terra do Tio Sam, a rede tem 5.500 lojas, enquanto o total global chega a 14 mil. Em 2016, a rede teve uma receita mundial de US$ 12 bilhões e abocanhou 15% do mercado norte-americano de pizza.

Durante a conversa com FORBES Brasil, Allison, que tem grande experiência em expansão internacional, ofereceu algumas dicas para quem deseja levar seus negócios para outros países.

  • 1. Conheça o consumidor e o mercado locais

    Allison avalia que as empresas multinacionais cometem erros ao replicar, em outros mercados, o modelo de negócio de sucesso do país de origem. “Isso não funciona”, diz o executivo. Por isso, Allison diz que é necessário entender as preferências do consumidor local e adaptar o produto e o serviço às suas necessidades.

  • 2. Tenha os melhores parceiros locais

    É preciso selecionar um parceiro que conheça o mercado em que deseja instalar a sua empresa, que saiba identificar os melhores espaços para abrir uma unidade e tenha acesso aos recursos locais de financiamento – tudo isso além de entender as preferências do consumidor e saber as melhores práticas de gestão.

  • 3. Faça de tudo para que a parceria funcione
    Uma condição para que o empreendimento funcione em outro país é garantir uma aliança sólida com o parceiro local. Desta forma, as dificuldades inerentes aos negócios serão mais fáceis de serem superadas.

1. Conheça o consumidor e o mercado locais

Allison avalia que as empresas multinacionais cometem erros ao replicar, em outros mercados, o modelo de negócio de sucesso do país de origem. “Isso não funciona”, diz o executivo. Por isso, Allison diz que é necessário entender as preferências do consumidor local e adaptar o produto e o serviço às suas necessidades.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).

Comentários
Topo