Negócios

Conheça o pescador que chegou com US$ 80 no bolso e fez US$ 3 bilhões

Reprodução/FORBES

Com vendas em 2016 estimadas em US$ 2,6 bilhões, a Trident é a maior empresa de frutos do mar na América do Norte. (Reprodução/FORBES)

O pescador Chuck Bundrant ganhou uma fortuna com a venda de peixe para potências como McDonald’s, que usa o ingrediente em seus sanduíches, e Long John Silver’s, que os compra para preparar filé com fritas. Sua empresa, Trident Seafoods, pesca salmão selvagem, escamudo e bacalhau nas águas do Alasca e os comercializa diretamente para cadeias de fast food, assim como para as redes Walmart, Costco e Safeway.

VEJA TAMBÉM: Conheça o brasileiro que abriu uma escola de idiomas premiada em Dublin

Com vendas em 2016 estimadas em US$ 2,6 bilhões, a Trident é a maior empresa de frutos do mar na América do Norte, com mais de 40 embarcações e mais de uma dúzia de unidades de processamento no Alasca. A companhia é avaliada em quase US$ 3,8 bilhões, e a participação de 80% de Bundrant, determinada por meio de registros públicos, vale aproximadamente US$ 3 bilhões. Isso é o suficiente para que o empresário de 75 anos ocupe a 264ª posição na lista FORBES dos 400 mais ricos dos EUA.

“Nesse escritório, tem gente aqui às seis da manhã e alguém às dez da noite. Em alguns lugares, funciona 24 horas por dia. Isso é comprometimento e isso é o que faz da Trident a número um”, diz Bundrant. “Essa empresa, independentemente de qual tamanho atingir, continuará sendo uma família. Essa é a chave para o sucesso.”

A história de Bundrant não começa perto da água. Nascido no interior do Estado do Tennessee, o empresário com o sonho de ser veterinário. Em 1961, aos 19 anos, deixou a faculdade após um semestre e dirigiu um Ford Station Wagon 1953, com três colegas da Middle State Tennessee University, até Seattle, onde chegou com US$ 80 no bolso, segundo sua biografia. Bundrant conseguiu um emprego em uma processadora de peixe, mas se apaixonou pelas docas. No inverno, foi ao Alasca, onde trabalhou em um barco comercial de caranguejo. Lá, tornou-se o capitão do navio.

Em 1973, Bundrant cofundou a Trident Seafoods com dois pescadores de caranguejo no Alasca. Eles criaram o Bilikin, primeiro barco de pesca com fogões de caranguejo a bordo e equipamento de congelação. A embarcação tinha 135 pés. Na década de 1980, a concorrência por certas espécies de peixe cresceu muito, e Bundrant decidiu entrar em um negócio ainda inexplorado, quando começou a comercializar o escamudo do Alasca, alimento considerado por grandes chefs como um peixe de qualidade inferior. Na época, as cadeias de fast food costumavam utilizar bacalhau para espetos ou sanduíches de peixe, mas o escamudo tinha sabor similar e era muito mais abundante nas águas do Pacífico.

LEIA: Conheça o bilionário que se tornou o rei da energia eólica no Brasil

O primeiro grande passo na caminhada rumo ao primeiro bilhão de dólares veio quando a Long John Silver’s assinou um contrato multimilionário, em 1981. Outros, com redes que iam de McDonald’s a Burger King, vieram na sequência, atraídos pelos preços mais baixos do que o do bacalhau.

Na mesma época, o filho de Bundrant, Joe, passou seu primeiro verão com a Trident no Alasca. Após uma década, ele deixou a empresa para trabalhar na distribuidora de alimentos Sysco, em 1989, mas retornou em 1996. Atualmente, Joe é o CEO da companhia, posição que assumiu em 1996. Desde então, ele foca na expansão de seus produtos de maior valor, como salmão e hambúrgueres de escamudo. Atualmente, a empresa vende ainda congelados como aperitivos de bacalhau, peixe temperado na cerveja e salmão defumado fatiado.

Ainda que o patriarca tenha largado a faculdade, na família Bundrant, os 13 netos que desejarem trabalhar na Trident precisam ter um diploma e trabalhar por pelo menos quatro anos em outro lugar antes de se candidatar a uma vaga na companhia. Outro requisito: trabalhar ao menos dois verões no Alasca. “Chamo de treinamento de botas de borracha e peixe morto”, disse Joe Bundrant recentemente ao jornal “The Seattle Times”. “É parte de quem somos, como uma família. E você não pode liderar se você nunca serviu.”

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).

Comentários
Topo